Depois de Ibaneis, o governador do nordeste pede ajuda à China

JBr.

Depois que o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, solicitou assistência da China para conter o avanço do novo coronavírus na capital, o governador da Bahia, Rui Costa, também entrou em contato com a embaixada chinesa no Brasil para solicitar apoio.

“Atualmente, o Brasil, o Nordeste e a Bahia estão enfrentando a maior crise de saúde dos tempos modernos, causada pelos efeitos perversos da pandemia causada pelo novo coronavírus, o COVID-19”, disse o governador em uma carta.

O pedido é de colaboração “, enviando materiais médicos, suprimentos e equipamentos que possam nos ajudar a combater o flagelo que enfrentamos. Em particular, precisamos de leitos e respiradores na UTI, pois projeções de pessoas doentes indicam que haverá déficit. nesta equipe no auge da epidemia “.

“Estamos à sua disposição para qualquer esclarecimento necessário e queremos, a partir de agora, reafirmar nossa admiração pela maneira como os chineses lidaram com a epidemia e pela imensa amizade que une nossos povos”. É seguro contar com seu apoio em particular e, em particular, com o apoio do Governo da República Popular da China, estaremos disponíveis para o que for necessário para apoiar o bom entendimento entre nossos povos “, conclui o governador.

Controvérsia

Vale lembrar que, na sexta-feira à tarde (20), dois dias após o deputado Eduardo Bolsonaro criar polêmica com o embaixador chinês no Brasil e com o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, os manifestantes colocaram faixas com crimes na frente deles. para a Embaixada em Brasília.

As palavras foram capturadas na frente da unidade diplomática na sexta-feira à tarde (20). Houve uma filmagem e, em seguida, as faixas foram removidas pela mesma pessoa, ainda não identificadas.

Em um post no Twitter, Eduardo Bolsonaro republicou a mensagem de outro usuário que havia escrito: “A culpa pela pandemia de coronavírus no mundo tem nome e sobrenome. É do Partido Comunista Chinês. “O congressista também fez uma comparação com o desastre nuclear de Chernobyl e disse que o governo de Xi Jinping, que ele chamou de” ditadura “, escondeu a epidemia.

“Quem viu Chernobyl (filme sobre o desastre nuclear) entenderá o que aconteceu. Substitua a usina nuclear pelo coronavírus e a ditadura soviética pelos chineses. Mais uma vez, uma ditadura preferiu esconder algo sério em vez de expô-lo com desgaste, mas isso salvaria inúmeras vidas. A culpa e a liberdade da China seriam a solução “, escreveu o deputado

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *