Eleições para o Corinthians: veja dez propostas do candidato Duílio Monteiro Alves | corinthians

No dia 28 de novembro, os membros do Corinthians elegerão o presidente do clube para os próximos três anos. Desde a última segunda-feira, o ge apresenta as dez melhores propostas de cada candidato, seguindo a ordem alfabética.

A série apresenta nesta terça-feira os planos de Duílio Monteiro Alves, empresário de 45 anos, que até o mês passado era diretor de futebol do Corinthians, que já ocupou o cargo entre 2011 e 2014.

Junto com ele competem Augusto Melo e Mario Gobbi. Todos eles serão entrevistados este mês pela ge, com streaming de vídeo ao vivo.

As seguintes propostas foram enviadas pela equipe do candidato, sendo editadas pelo relatório do dar de forma a apresentá-los da melhor forma ao leitor, sem prejuízo do seu conteúdo.

Veja o que propõe Duílio Monteiro Alves:

Duílio Monteiro Alves, candidato à presidência do Corinthians – Foto: Divulgação

O clube precisa ser um espaço que reúna todas as idades da família corinthiana, com segurança, serviços de qualidade, valores acessíveis, boa infraestrutura, esporte, cultura e lazer. Por isso, como sócio, visitante frequente desde o berço e conhecedor dos anseios dos sócios e das dificuldades do clube, assentamos a gestão do clube social em quatro pilares fundamentais: Estrutura, Social / Lazer, Desporto e Tecnologia.

Com base nesses pilares, desenvolveremos um Plano Diretor para padronizar a identidade do clube e permitir seu crescimento planejado e dentro da legislação. Vamos modernizar a academia e o parque aquático, ampliar os estacionamentos e criar novas atrações para crianças e adolescentes, como skate (cuja pista foi inaugurada recentemente), BMX e e-Sports, além de incentivar as equipes Masters do clube. . Implementaremos também a segunda fase do projeto Wi-Fi dos associados e a entrega de novas funcionalidades no sistema de gestão do clube, o que facilitará o contato com os associados.

2 – Gestão de esportes olímpicos e amadores

O foco em esportes que vão além do futebol profissional continuará forte. A intenção é que o Corinthians se consolide cada vez mais como um clube de treinamento, nas mais diversas modalidades, tanto no esporte amador quanto para associados. E esse esporte logo será autossuficiente. Para isso, criaremos um braço específico do departamento de marketing / comercial que trabalha com alianças de investimento para as diferentes modalidades que se praticam no clube, buscando patrocínios, incentivos para intercâmbio, comunicação, promoção e divulgação nas redes digitais do clube. O objetivo é fazer com que outros esportes sigam o exemplo do que temos hoje com natação, basquete e futsal, que possuem todas as categorias de atletas formando – para que o clube possa contar com o atleta que forma, além do Evite perdê-lo para outros clubes. Ao mesmo tempo, manteremos o fortalecimento das equipes associativas, para que o integrante continue treinando e participando, sem perder espaço para o atleta de alto rendimento.

O Corinthians é obrigado a disputar títulos todos os anos. Essa certeza me norteia desde que participei da montagem da seleção que conquistou o Brasil 2011, a Libertadores e a Copa do Mundo 2012. As copas da última década criaram uma cultura de vitórias, da qual não podemos renunciar. Fizemos uma sólida campanha tri-paulista na Copa do Brasil 2018 e na Copa Sul-Americana 2019, fomos vícios no Paulistão este ano. Embora não estejamos satisfeitos com os resultados mais recentes, devemos reconhecer que a atual gestão deixará uma estrutura profissional, em todos os sentidos. Os setores estão consolidados: teremos um comitê técnico experiente; um elenco talentoso e jovens promissores, que se encaixarão no futuro; um Centro de Inteligência em funcionamento; um TC único no Brasil; uma base sólida e totalmente estruturada com seu novo CT, além de uma das mais modernas arenas do mundo. A equipe Sub-23 terá um papel fundamental: atirará e acompanhará os jovens da base na última fase de maturação, como aconteceu com Roni, Raúl e Xavier, além de hospedar posteriormente a captura de talentos. O desafio é melhorar para continuar vencendo.

O treinamento do atleta requer um investimento de longo prazo, um olhar atento e paciência com os processos. A atual gestão continuou otimizando a base, que foi competitiva em todos os campeonatos, revelou talentos que deram lucro, como Pedrinho e Carlos, e retorno esportivo, como Mantuan, Lucas Piton, Roni e Xavier na equipe principal. O próximo passo é ainda mais importante: com a entrega do TC base neste ano, junto com o TC profissional, o Corinthians traz um aumento definitivo na formação e na transição desses jovens para o time adulto. Em 2021, finalizaremos a hospedagem que receberá 160 jovens, com conforto para atletas e confiança para famílias que muitas vezes optaram por outros clubes devido ao custo do transporte, moradia remota, falta de segurança, entre outros aspectos. permitir ao Corinthians acompanhar mais de perto este atleta e orientá-lo em seu crescimento como atleta e cidadão. Também implementaremos as tecnologias de ponta utilizadas com os profissionais de base, ajudando a monitorar o desempenho, melhorar o desenvolvimento dos jovens e atrair novos talentos. E para que isso se torne realidade, faremos com que as duas áreas trabalhem ainda mais unidas e em sintonia, acompanhando e participando pessoalmente de todo o processo.

A seleção corinthiana feminina é reconhecida mundialmente como uma história de sucesso, graças ao trabalho constante da diretora Cristiane Gambaré com o apoio do presidente Andrés Sánchez. Motivo de grande orgulho para nossos torcedores, hoje ninguém discute que a evolução do esporte no Brasil e na América do Sul passa necessariamente pelo Corinthians. Renovamos nosso compromisso em consolidar nosso futebol feminino entre os melhores do mundo, com talentos da seleção brasileira, como Lelê, Tamires e Andressinha. Nos próximos anos, o futebol feminino também será um laboratório de inovação, dentro e fora de campo, promovendo cada vez mais as histórias de superação, dedicação e enorme talento das nossas meninas e aproximando o clube de um novo perfil de torcedor, dedicado para a modalidade.

6 – Gestão financeira e governança

Como a capacidade de geração de caixa do nosso clube é enorme, devemos adotar as melhores práticas de gestão, ter profissionais capacitados e utilizar ferramentas que nos permitam equilibrar as finanças e garantir um fluxo de caixa positivo. A disciplina financeira será um objetivo a ser perseguido com orçamentos, fluxos de caixa projetados e políticas internas de gastos e investimentos. Tudo alinhado ao planejamento estratégico com foco no atendimento às demandas de nossos grandes fãs e parceiros. Para nos ajudar nesse desafio, estamos alinhando procedimentos com uma das quatro maiores consultorias de gestão do Brasil e do mundo. É um investimento que, sem dúvida, nos ajudará a implantar e perpetuar processos e procedimentos que trarão um importante retorno estratégico e financeiro. Governança é algo em que também investiremos continuamente para proteger e desenvolver nosso clube. Já seguimos as regras do Estatuto Social e várias outras que precisam ser respeitadas de forma irrestrita, além de sermos constantemente revisadas e aprimoradas. Buscaremos estreitar o relacionamento com todos os poderes do clube, como a Diretoria Executiva, o Conselho Deliberativo, o Conselho Fiscal e o Conselho Diretor. Na seção “Transparência” do site do clube, publicaremos os balanços mensais, bem como todos os demais demonstrativos financeiros acompanhados de relatórios de auditoria.

Luiz Wagner Alcântara, Duílio Monteiro Alves e Elie Werdo no Parque São Jorge – Foto: Divulgação

7 – Inovação, comunicação e marketing

A transformação digital do clube exige o cumprimento de uma missão: colocar o nosso torcedor no centro do ecossistema corinthiano. Para isso, nossa estratégia é buscar a interação total clube-torcedor por meio de um aplicativo mobile fácil e ágil: a ideia é que a entrada, o gol e até a cerveja Arena estão a um clique de distância. Mas a ambição não se limita à experiência da Arena: seja gerando conteúdo envolvente em todas as nossas plataformas, ou projetando produtos e serviços que tenham um impacto real sobre os fãs, ou executando um programa de nacionalização e internacionalização para o clube a sério. . Tudo isso requer a criação de uma relação de intensa intimidade entre o clube e a torcida. Todo jogador do Corinthians é importante, seja no Corumbá ou no Yokohama, e nossa liderança deve fazer com que a paixão corinthiana seja plenamente exercida em todos os momentos e lugares.

8 – Transformação de negócios

Nossa meta é aumentar a receita do negócio em 50% nos próximos três anos, uma ambição que exige muito mais do que vender patrocínios. Uma mistura de microscópio com mira a laser deve ser usada em todas as ações de negócios futuras. Em primeiro lugar, criaremos um grupo profissional e vertical focado na geração de parcerias de negócios de valor real para fãs, sócios e clube. Em seguida, combinaremos as mais modernas ferramentas de gestão empresarial, como Big Data e Social Media Intelligence, com outras já presentes no clube, como CRM e monitoramento do valor da marca na mídia, para ampliar o escopo dessas ações. O caminho a seguir é unificar os bancos de dados de fãs e consumidores, entender seus hábitos de consumo e interpretá-los estrategicamente para aumentar a receita.

Melhorar nosso programa Fiel Torcedor será uma das nossas principais prioridades nos próximos três anos. Queremos triplicar a base de membros, e isso significa tornar o Apoiador Fiel atraente para todos, não importa onde morem. Como fazer isso? Pois bem, a atual gestão já optou por uma interação mais direta: o Apoiador Fiel já faz perguntas em entrevistas coletivas, sejam na imprensa ou reservadas a fãs fiéis. Tudo isso vai se intensificar. Os próximos passos são claros: além dos benefícios tradicionais, como ingressos com desconto e produtos licenciados, haverá acesso a conteúdos exclusivos, experiências únicas no CT e na nossa Arena, participação em jogos e competições com distribuição de prêmios e brindes, prioridade no recebimento de brindes notícia. De qualquer forma, será uma forma de viver a paixão coríntia de forma privilegiada.

Transformaremos nossa Neo Química Arena no centro vivo da paixão corinthiana. O naming rights agreement, aliado às negociações avançadas para download da Arena, nos permite projetar uma geração de novos recursos para o clube já no primeiro ano de gestão. Cumprindo a sua vocação de equipamento central na Zona Leste, vamos trazer um hotel (já em negociação), um espaço de coworking (já em negociação), tirolesa (fase de contrato), um restaurante no 4º andar (contrato já assinado) e novas barras. nos setores Leste / Sul. Outros planos incluem a realização de inúmeras ativações em diferentes datas, além dos dias de jogos em parceria com a Neo Química, com shows e eventos culturais. Por fim, queremos criar uma incubadora de empreendedorismo digital, o Hub Fiel, com o objetivo de fomentar projetos tecnológicos, que o clube terá prioridade na aquisição.

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado Castilho

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *