Em homenagem a Hubert, Tsunoda vence em Spa; Drugovich é fechado por um colega | fórmula 2

Em uma corrida em Spa-Francorchamps marcada por homenagens ao francês Anthoine Hubert, morreu em 2019 após acidente no circuito belgaO japonês Yuki Tsunoda venceu a primeira corrida do duplo teste de Fórmula 2 neste final de semana neste sábado.

Yuki Tsunoda comemora vitória em Spa-Francorchamps – Foto: Getty Images

O piloto da academia RBR herdou a vitória após punir o russo Nikita Mazepin por tirá-lo da pista na corrida pela liderança. O alemão Mick Schumacher subiu ao pódio, e os brasileiros Pedro Piquet, Felipe Drugovich e Guilherme Samaia não marcaram.

Resultado da Fórmula 2 em Spa-Francorchamps – Foto: Playback / FOM

Antes da largada, equipes e pilotos observaram um minuto de silêncio em homenagem a Hubert. Outro piloto envolvido no acidente, Juan Manuel Correa, viu a corrida em Spa-Francorchamps e participou da prova em cadeira de rodas; o americano teve as pernas quebradas.

Na volta 19, o mesmo número do carro de Hubert na F2, os mecânicos de sua equipe Arden se alinharam nas boxes e aplaudiram o francês. Correa, que estava sentado nas boxes, juntou-se aos aplausos coletivos e a transmissão da televisão dedicou seu retorno a Hubert, que estava na academia de F1 da Renault.

A corrida entrou em regime de safety car virtual devido a um acidente envolvendo Felipe Drugovich e seu companheiro de equipe Nobuharu Matsuhsita, lutando pela sétima colocação. Os japoneses vinham perdendo desempenho com pneus macios desgastados, enquanto o brasileiro atacava com compostos médios. Na curva Blanchimont, Drugovich o colocou para fora e ele foi empurrado para a direita. Mesmo tentando se esquivar, Felipe viu a asa dianteira de seu carro encostar no pneu traseiro direito de Matsushita.

O carro do japonês perdeu o controle e bateu com força na proteção do pneu, mas o motorista saiu ileso e deixou o carro sozinho. Drugovich, por outro lado, teve que fazer um pit stop muito antes do horário de sua parada obrigatória para troca de pneus. Com o tempo perdido, o Paraná caiu para a vigésima e última colocação.

Castigo depois da bandeira

Na corrida pela liderança, Tsunoda saiu mais forte nas últimas voltas. Na volta 19 ocorreu a primeira tentativa de ultrapassagem e Mazepin fechou o portão obrigando os japoneses a abandonarem a pista na chicane Les Combes. Na última volta, Tsunoda tentou novamente no mesmo lugar e fechou novamente, embora não tenha saído da pista. Os japoneses imediatamente reclamaram em voz alta no rádio e os comissários de bordo decidiram punir o russo em cinco segundos – o piloto caiu para a segunda posição.

Pedro Piquet foi o melhor brasileiro da prova. A certa altura, após as trocas obrigatórias de pneus, o piloto de Charouz ultrapassou Luca Ghiotto para terminar em sexto, mas o italiano, usando o dispositivo de asa móvel, trocou e trouxe Dan Ticktum com ele. Nas últimas voltas, Pedro perdeu rendimento e caiu para a 12ª posição, fora da zona de pontuação. Guilherme Samaia parou na churrasqueira e nem ligou.

Neste domingo será realizada a segunda corrida da etapa Spa-Francorchamps.

You May Also Like

About the Author: Gabriela Cerqueira Corrêa

"Solucionador de problemas do mal. Amante da música. Especialista certificado em cultura pop. Organizador. Guru do álcool. Fanático por café."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *