Em uma briga com o TikTok, o Instagram quer encontrar seu próprio famoso

Em uma briga com o TikTok, o Instagram quer encontrar seu próprio famoso

O Instagram dobrou sua aposta no confronto com o TikTok. Diante da avalanche de criadores que aparecem no aplicativo chinês, a rede social quer incentivar outras pessoas famosas a aparecerem em sua plataforma. Para isso, aposte mais fichas nos jantares, vídeos com efeitos criativos que se assemelham ao formato do rival.

A partir desta terça-feira (23), o Cenas não será apenas redesenhado, mas será levado para dois novos países, França e Alemanha, e também será renomeado. Se chamará Bobinas. As notícias serão gradualmente divulgadas aos usuários.

O conteúdo criado com esta ferramenta não será exclusivo do Stories e aparecerá em um novo espaço no aplicativo. Eles também serão permanentemente exibidos no perfil dos criadores. A idéia é incentivar o surgimento de novos criadores, mesmo em outras partes do mundo.

“Não é apenas para criadores profissionais, mas também para aspirantes a criadores, a nova geração daqueles que querem ser descobertos e encontrar um lugar no mundo”, diz Vishal Shah, líder de produto do Instagram.

O Reels, anteriormente do Scenes, permite criar vídeos com:

  • Áudios: são músicas de artistas famosos ou fragmentos sonoros do próprio criador;
  • Velocidade alterada: você pode acelerar ou diminuir a exibição de imagens;
  • Efeitos: são os dispositivos gráficos para alterar as características faciais, o rosto e até o ambiente do usuário;
  • Temporizador: é a contagem regressiva, para que as filmagens possam ser feitas sem o usuário segurando o dispositivo.

Até agora, esses vídeos eram publicados apenas como Stories. Para Shah, isso trouxe dois desafios para se tornar popular. A primeira é que esse espaço abriga apenas conteúdo efêmero, afinal, mantém um post por apenas 24 horas no ar. A outra é que, quando um perfil não é aberto, apenas os seguidores podem seguir as atualizações.

A partir de agora, os rolos serão mostrados em dois novos campos no aplicativo. A primeira é a guia Explorar, visitada por metade dos usuários do Instagram. Novos vídeos feitos nesse formato aparecerão na parte superior dessa guia. Segundo Shah, o conteúdo exibido será uma visão geral feita por algoritmos de recomendação e uma equipe de curadores.

O segundo novo lar dos Reels será o perfil dos criadores, que receberão uma nova guia apenas para abrigá-los.

Os usuários podem postar bobinas diretamente neste campo, também incluí-las em suas histórias ou enviá-las por mensagem para seus contatos.

O Instagram também quer facilitar a “memorização” de um vídeo interessante. Tanto é assim que, ao visualizar um Reels, os usuários poderão clicar nele e salvar alguns dos elementos utilizados, como música, para tirar proveito deles em suas próprias criações.

História de ladrões

Os rolos não são o primeiro recurso ou formato de conteúdo que o Instagram empresta da competição. Antes disso, as histórias foram roubadas do Snapchat. Shah comenta que mesmo o conteúdo criado em outra plataforma pode ser levado ao Instagram.

“Concordo que o conteúdo é criado em outro lugar, não porque acredito que tudo precisa ser criado no Instagram. Mas, quanto mais criatividade houver no Instagram, melhor será para a comunidade. E o que vimos é que a criatividade está surgindo em lugares e aplicativos diferentes “, diz ele.

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.