Em uma partida de seis gols, o equilíbrio entre Milan e Roma prevalece e o clássico termina empatado

Para completar a rodada clássica na Europa, Milão mim Roma se enfrentaram na segunda-feira (26), no San siro, em um jogo válido pela quinta rodada do Uma liga. Os objetivos de Vermelho preto Foram marcados por Ibrahimovic (duas vezes) e Saelemaekers, enquanto Dzeko, Veretout e Kumbulla o fizeram pela equipa da capital italiana. Portanto, surpreende 3 a 3 no placar.

Layout tático

Sem o goleiro Gianluigi Donnarumma, que falhou no último minuto por um teste positivo do Covid-19, o técnico Stefano Pioli fez o Milan 4-2-3-1. Tatarusanu na baliza, Kjaer e Romagnoli na defesa, Calabria e Theo Hernández nas laterais. No meio-campo, Bennacer e Kessié marcaram, enquanto Saelemaekers, Çalhanoglu e Rafael Leão fizeram a ligação com Zlatan Ibrahimovic no ataque.

O técnico Paulo Fonseca preferiu colocar a Roma em campo em 3-4-2-1, com Mirante no gol, Ibáñez, Mancini e Kumbulla na defesa e a dupla Karsdorp e Spinazzola no meio-campo; Pellegrini, Vereout, Pedro e Mkhitaryan foram os responsáveis ​​pela criação das jogadas, enquanto Dzeko foi o único responsável pelo ataque.

Equilíbrio e interferência definem o empate no clássico

A partida começou agitada e com o Milan abrindo o placar aos dois minutos, em passe de Rafael Leão para o artilheiro Ibrahimovic, que não perdoou. Com mais volume de jogo, a equipe da casa mostrou sua superioridade, mas não conseguiu evitar o empate do rival, que na falha do goleiro Tatarusanu, Dzeko Ele cabeceou a bola para o fundo da rede.

Mesmo com o gol, a equipe rossonera não vacilou e passou a atacar mais, além de exigir do Mirante boas defesas e ser impedida pela trave para chegar à frente do placar. A Roma, por outro lado, tentou escapar da pressão do adversário e, quando encontrou oportunidades, também procurou dar trabalho ao goleiro rival.

No segundo tempo, o jogo recomeçou com mais um gol do Milan nos primeiros minutos, com nova assistência de Rafael Leão, mas agora com um gol de. Saelemaekers, que não foi desperdiçado. O confronto foi controlado pelos donos da casa, porém escapou ao seu controle com as decisões arbitrais.

Aos 71, o clube romano empatou novamente com Veretout, após o pênalti questionável de Bennacer em Pedro Rodríguez. O Milan, porém, não teve tempo de tremer, pois também se beneficiou de um pênalti a seu favor. Aos 79, Ibrahimovic marcou seu segundo no clássico.

A Roma, por outro lado, não desistiu e surpreendeu seu rival aos 84 com um Ameixas, que aproveitou o deslize da defesa do Milan para empurrar a bola para o fundo da rede. Portanto, um empate considerado justo devido ao equilíbrio em campo, principalmente na disputada fase final.

Estatisticas

No total, o Milan teve 53% de posse de bola, 13 finalizações (oito no gol, dois fora e três bloqueados) e 503 passes (436 da direita). Já a Roma registrou 47% de posse de bola, 12 finalizações (sete a gol, duas fora e três bloqueadas) e 430 passes (367 da direita).

Classificação e compromissos futuros

Apesar do empate, o Milan segue na liderança da Série A, com 13 pontos, quatro vitórias e um empate em cinco jogos. O time milanês volta a campo neste domingo (01) para enfrentar o Udinese, fora de casa, às 8h30.

A igualdade no placar não foi boa para a Roma, que ocupa apenas a nona colocação, com oito pontos. O próximo jogo será Fiorentina no domingo (1º), no Stadio Olimpico, às 14h.

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado Castilho

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *