Emoções de Xbox e PlayStation de nova geração pela velocidade

Faz uma semana que estamos na nova geração de videogames. O Xbox Series X / S e o PlayStation 5 já são os chefes dos primeiros a adquirir os aparelhos. Mas você pode não ter encontrado nenhum desses consoles nas lojas, mesmo que tenha quebrado o isolamento nestes tempos da nova pandemia de coronavírus (covid-19). Isso porque os dois fabricantes priorizaram o varejo online em sua logística.

No caso da Sony, o suposto objetivo era evitar filas e multidões em busca do console. Além disso, só chegou oficialmente ao Brasil (e Europa) hoje (19), sete dias após seu lançamento nos Estados Unidos, Japão, Canadá, México, Austrália, Nova Zelândia e Coréia do Sul. A alta demanda também tirou o novo Xbox das prateleiras (físicas ou virtuais) de lojas parceiras que tiveram a sorte de ter o novo videogame.

Quem ainda não conseguiu, pode ao menos acompanhar as análises da imprensa especializada que, aqui no Brasil, obteve os consoles em primeira mão antes do lançamento mundial, feito inédito em relação a outras gerações. Os vídeos e comentários dos seguidores também fazem sucesso nas redes sociais, como YouTube e Twitter. O principal complemento não poderia ser diferente: a velocidade de carregamento dos dados. Títulos como The Witcher 3 oferecem teletransporte de um ponto a outro no mapa quase que instantaneamente. Também destaca a fluidez do sistema operacional dos consoles, capaz de alternar entre um jogo e outro, sem qualquer demora.

A evolução gráfica, é claro, também merece elogios, embora não seja tão significativa nesses primeiros jogos, como sempre acontece em todas as primeiras gerações. A melhoria é ainda mais perceptível se você não estiver usando uma TV que suporte resolução 4K. A compatibilidade com a geração anterior é outra vantagem: ausente no PS4 e parcialmente presente (e atrasado) no Xbox One, ele retorna aproveitando muitas das vantagens dos novos consoles, como atualizar cada vez mais rápido.

A principal crítica apontada a esta nova geração é o tamanho dos aparelhos. Os videogames nunca ocuparam tanto espaço em nossas prateleiras. Pesando 4,5 libras, o PlayStation 5 tem 39 polegadas de altura (ou largura, se você usá-lo deitado). O Xbox Series X chega a 12 polegadas. Outro ponto negativo é o espaço de armazenamento desses discos rígidos rápidos: o Xbox Series X e o PlayStation 5 vêm com 1 TB, um tamanho que é padrão nos consoles há alguns anos primo. Os sistemas operacionais, porém, ocupam cerca de 20%, no caso do videogame da Microsoft, e mais de 30% no console da Sony.

A promessa é que as novas tecnologias utilizadas nesses aparelhos reduzirão o espaço necessário para armazenar os jogos, mas por enquanto, isso não se reflete nos primeiros lançamentos. Homem-Aranha: Miles Morales, um dos novos jogos mais populares para o PS5, tem apenas 50 GB. Se você quiser mais espaço, terá que recorrer a discos rígidos oficiais caros para Xbox Series X / S, ou apenas esperar por uma solução para PlayStation 5, ainda não disponível. Para jogos PS4 no PS5 ou Xbox One no Xbox Series, é possível usar um disco rígido externo padrão, mas esses discos rígidos não oferecem a velocidade e todos os outros benefícios da tecnologia SSD.

Aqui está uma menção especial ao Xbox Series S, uma versão mais modesta da nova geração do console da Microsoft. O console é compatível com todos os jogos e acessórios disponíveis para seu irmão mais velho, o Xbox Series X, embora só atinja uma resolução de 2K na maioria dos jogos e ofereça metade do espaço de armazenamento. Também não tem toca-discos. bluraye só deve ser usado com cópias digitais. Por outro lado, ele vem em um tamanho bem mais compacto, com um volume quase 60% menor que o do Xbox Series X, e por um preço bem mais acessível: R $ 2,7 mil, contra R $ 499,5 mil. do console primo.

O Xbox Series S promete ser um obstáculo para a Nintendo. Mesmo com o console tecnicamente “mais fraco” da geração anterior, o Switch liderou facilmente o ranking de vendas, graças ao seu tamanho pequeno e preço mais acessível. Por enquanto, a empresa japonesa ainda não revelou seus planos para um novo console, mas especula-se que possa lançar uma versão mais potente do Switch no próximo ano, antes de apostar em um sucessor, que só deve chegar a partir de 2022.

Ainda não há muitos detalhes sobre o volume de vendas da nova geração, mas as primeiras informações começam a chegar. A Microsoft diz que este foi o melhor lançamento para um console Xbox, embora não revele números. As estimativas no site VGChartz indicam que entre 1,2 e 1,4 milhões de unidades Xbox Series S e Series X foram vendidas no dia do lançamento em 40 países (metade apenas nos Estados Unidos).

You May Also Like

About the Author: Gabriela Cerqueira Corrêa

"Solucionador de problemas do mal. Amante da música. Especialista certificado em cultura pop. Organizador. Guru do álcool. Fanático por café."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *