Especialistas em tudo acabam sendo especialistas em nada

Um sisteminha simples

Freepik

Nunca foi tão fácil obter conhecimento do que é hoje. Existem muitas plataformas gratuitas ou pagas, com imenso conhecimento nas mais diversas áreas. Você não precisa sair de casa para aprender, por exemplo, em cursos nas melhores universidades do mundo.

Pelo contrário, nunca houve tanta pressa. Apresse-se para tudo. Aqueles que nunca compraram ou se matricularam nos cursos, mas não concluíram (ou até começaram) porque demorariam muito ou porque já estavam correndo com outras coisas na vida.

Há um filme de comédia interessante chamado “The Interns”, que retrata dois adultos na faixa dos 40 anos passando por um processo de exibição em Google, competindo contra pessoas de 15 a 25 anos. Sim, o filme tem seu hype, mas é ótimo para sair.

Algo muito interessante retratado é a angústia de pessoas que atingiram a idade de 20 ou 25 anos e ainda não tiveram sucesso na vida. Nossa área vende a ilusão de que você precisa aprender tudo e saber tudo até os 25 anos, caso contrário você estará fora. Basta olhar para uma conhecida revista brasileira que recentemente publicou em sua capa que os programadores têm “25 anos” de sucesso no trabalho.

Como já mencionei aqui em outros textos, sou professora. Dou aulas para as novas gerações que entram na área de TI e também sofrem de ansiedade. Muitas vezes vejo ansiedade nas perguntas sobre o que eles deveriam aprender antes de entrar na faculdade, quais cursos deveriam fazer paralelamente à faculdade, quantas línguas deveriam aprender, quantas das “melhores” tecnologias que deveriam conhecer … A atração e a pressão eles estão crescendo.

Algo que sempre tento ensinar é: Acalme-se! Um passo de cada vez! Respeite seu tempo, se você aprender rápido, multitarefa, tudo bem. Se você aprender devagar, uma coisa de cada vez, tudo bem também. Ninguém saberá tudo no T.I., é impossível. Nossa área cresce a uma taxa exponencial, você não pode dominar áreas diferentes. Você pode conhecer áreas diferentes, mas não dominará todas elas.

A faixa superior veio de um diálogo em que eu estava envolvido. A empresa contratou uma pessoa que disse que era especialista em todas as linguagens de programação (sério) e que os chefes acreditavam (sério) … Há um velho ditado de onde eu venho que diz que “há apenas uma maneira de você sabe programar em 20 idiomas “. programação, é só que você não é realmente bom em nenhum deles “.

Você se especializará em algo em sua carreira. Às vezes você escolhe, mas na maioria das vezes eles o levam a uma determinada área onde você se especializará. Isso é bom, envolve experiência além do estudo. Você estuda alguma coisa e aprende até certo ponto, mas se torna bom com prática e repetição. Uma metáfora do esporte para falar sobre treinamento caberia aqui, mas vamos confessar que nem você nem eu somos bons em esportes … 😉

Portanto, não há especialistas que sejam especialistas. A palavra “especialista” em si já demonstra uma especificação de conhecimento em algo, você focaliza e aprende bem uma determinada coisa, mesmo que seja um tópico pequeno.

Uma vez vi uma história em quadrinhos da Mafalda, mas não consegui encontrá-la aqui, onde ela está conversando com a amiga. Eu acho que é o amigo que diz algo assim: “Meu tio se formou em história, depois fez um mestrado em história brasileira, depois fez um doutorado em história da Guerra de Canudos”. Então ela disse algo como: “Quanto mais eu estudava, menos eu sabia?”

Essa é a ideia. Aprenda um pouco sobre muitas coisas e saiba muito sobre algumas. Especialize-se em sua área, destaque-se e seja feliz. (E não acredite em quem afirma ser um especialista em tudo)

E não se esqueça do gel de álcool.

You May Also Like

About the Author: Edson Moreira

"Zombieaholic. Amadores de comida amadora. Estudioso de cerveja. Especialista em extremo twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *