‘Esperança’, a primeira sonda árabe destinada a Marte – 20/07/2020

Alphabet doará mais de US $ 800 milhões para ações de combate ao Covid-19 - 27/03/2020

Dubai, 20 de julho de 2020 (AFP) – A primeira missão espacial árabe a Marte, liderada pelos Emirados Árabes Unidos, foi lançada nesta segunda-feira (20) para fornecer uma imagem abrangente da dinâmica da temperatura na atmosfera do planeta vermelho. .

A sonda, chamada “Al Amal” (“Hope”), foi lançada às 6h58 (18h58 GMT) do centro espacial japonês em Tanegashima, marcando assim o próximo estágio do ambicioso programa espacial dos Emirados Árabes Unidos. .

As ambições deste país do Golfo, rico em petróleo, são percebidas como um resgate da idade de ouro, na qual houve grandes realizações culturais e científicas no Oriente Médio.

– Numerosos projetos: Este estado federal, composto por sete emirados (ou principados), incluindo Abu Dhabi e Dubai, possui nove satélites em órbita terrestre e planeja lançar mais oito nos próximos anos.

Em setembro de 2019, Haza al Mansuri foi o primeiro cidadão dos Emirados a ser enviado para o espaço a bordo de um foguete Soyuz e o primeiro cidadão árabe a permanecer na Estação Espacial Internacional (ISS).

As ambições do país vão ainda mais longe, pois planeja construir uma colônia humana em Marte até 2117.

Enquanto isso, o país planeja criar uma “cidade científica” no deserto, nos arredores de Dubai, para simular condições no planeta vermelho e desenvolver a tecnologia necessária para colonizar Marte.

Os Emirados Árabes Unidos também estão considerando projetos de mineração e turismo espacial e assinaram um acordo de protocolo com a Virgin Galactic, empresa de turismo espacial do bilionário britânico Richard Branson.

– A jornada da “esperança” – O próximo passo é o lançamento da sonda “Al Amal”.

A espaçonave de 1.350 kg, do tamanho de um 4×4, decolará do centro espacial japonês de Tanegashima em 15 de julho, mas com uma janela de lançamento que permanecerá aberta até o início de agosto, dependendo de algumas variáveis, como o clima.

Levará sete meses para cobrir os 493 milhões de quilômetros que separam a Terra e Marte, que deve chegar em março, a tempo de comemorar o 50º aniversário da unificação dos sete emirados em 2021.

A sonda permanecerá em órbita por um ano marciano, que é de 687 dias.

– Juventude inspiradora: três equipes definidas como “Hope” permitirão que você tenha uma imagem completa da atmosfera de Marte durante o ano marciano.

Um espectrômetro infravermelho mede a atmosfera mais baixa e analisa a estrutura de temperatura, um sensor de imagem de alta resolução fornece informações sobre os níveis de ozônio e, finalmente, um espectrômetro ultravioleta mede os níveis de oxigênio e hidrogênio a uma distância de até 43.000 quilômetros a superfície.

A compreensão das atmosferas de outros planetas permitirá uma melhor compreensão do clima na Terra, de acordo com os responsáveis ​​pela missão espacial.

Realizado em uma região abalada por conflitos e repleta de dificuldades econômicas, o projeto também é visto como um meio de inspirar uma geração inteira e lembrá-los do boom do avanço científico na Idade Média.

“Os Emirados Árabes Unidos querem enviar uma mensagem forte aos jovens árabes e lembrá-los do passado. Em um ponto da história, éramos geradores de conhecimento”, diz Omran Charaf, chefe do projeto da missão.

dm / sls / aem / wake / bn / mvv

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *