Exportações de soja do Brasil caem 8,87% no primeiro semestre de 2022 em relação a 2021 — MercoPress

Exportações de soja do Brasil caíram 8,87% no primeiro semestre de 2022 em relação a 2021

Sexta-feira, 5 de agosto de 2022 – 08:47 UTC


Safra de soja do Brasil 2021/22 ficou 20 milhões de toneladas abaixo das expectativas

O Brasil embarcou 55,1 milhões de toneladas de soja no primeiro semestre de 2022, 8,87% a menos que no mesmo período de 2021 (60,5 milhões de toneladas), segundo a Associação Nacional dos Exportadores de Cereais. (Ane).

A queda é explicada pelos menores embarques para China (principal destino, com 41,6 milhões de toneladas em 2021 e 36,9 milhões de toneladas em 2022) e Holanda (quarto destino, com 2,5 milhões de toneladas em 2021 e 1,7 milhão de toneladas em 2022), respectivamente . 11,2% e 32,2% menos em relação a 2021.

A Anec admite que nesta safra 2021/22 houve uma safra significativamente ruim, cerca de 20 milhões de toneladas abaixo das expectativas. A forte estiagem que assolou os estados do Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso do Sul durante meses foi a causa das reduções significativas na produção.

As primeiras expectativas eram de uma produção de 144 milhões de toneladas e 92 milhões de toneladas para exportação, o que não foi atendido devido à estiagem.

De acordo com a Anec, isso é definitivamente uma evidência de que a soja é um produto típico de exportação, já que a maior parte é exportada, diferentemente do milho, onde a maior parte é consumida internamente, principalmente na alimentação animal.

Com a colheita da soja no Brasil, maior produtor e exportador mundial da oleaginosa, está quase finalizada, com rendimentos de 125,8 toneladas, 300 mil a mais que a estimativa anterior. No entanto, esse volume está 9,4% abaixo do recorde de 2021, segundo a Abiove, associação brasileira das indústrias de óleos vegetais.

Segundo dados da associação que reúne os principais comerciantes e indústrias do setor, o processamento no Brasil foi estimado em um recorde de 48,3 milhões de toneladas, 200 mil a mais do que a previsão anterior e 519 mil a mais do que o verificado em 2021.

Como resultado, a produção de farelo de soja do país em 2022 foi estimada em 37 milhões de toneladas, um leve aumento mensal em relação aos 36,77 milhões em 2021.

A produção de óleo de soja deve totalizar 9,8 milhões de toneladas ante 9,75 milhões na previsão de junho, com crescimento em relação a 2021 (9,64 milhões), apesar de uma menor mistura de biodiesel no diesel brasileiro em 2022.

As exportações de óleo de soja do Brasil foram estimadas em 2,15 milhões de toneladas em 2022, ante 2 milhões na previsão anterior e 1,65 milhão em 2021, com o país atendendo à demanda adicional de países que anteriormente compravam óleo de girassol ucraniano, entre outros fatores.

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.