F1 garante contrato de direitos de TV brasileira com a Band

Trazido para
você para ele

A emissora substitui a Globo até o final da temporada de 2022.

F1 garante contrato de direitos de TV brasileira com a Band

imagens falsas

  • A banda recupera os direitos após 41 anos de ausência
  • F1 também vai lançar serviço de streaming F1TV Pro no Brasil

A mídia brasileira Bandeirantes substituirá a Globo como emissora nacional da Fórmula 1 nas próximas duas temporadas.

A estação, mais conhecida como Band, diz que vai mostrar as corridas do canal Rede Bandeirantes e o ranking do BandSports.

O negócio marca o retorno das séries mundiais do automobilismo à rede após 41 anos. O contrato de Band também inclui as séries de Fórmula 2 e Fórmula Três.

A antiga parceira de transmissão da Globo havia se afastado da Fórmula 1 após não conseguir chegar a um acordo sobre os novos termos com o proprietário da série, Liberty Media. Então a Fórmula 1 anunciou um contrato de cinco anos com a Rio Motorsports, mas foi forçada a reiniciar as negociações sobre os direitos de mídia no Brasil depois que a firma de investimento cancelou abruptamente o contrato depois de apenas dois meses.

A máquina do Esporte informa que a falta de garantias financeiras da Rio Motorsports também foi um fator que contribuiu para o fracasso do negócio.

Embora a audiência da Band seja significativamente menor do que a da Globo, o acordo de dois anos permitirá que a Fórmula Um lance seu serviço de streaming F1TV Pro, algo que não era possível sob o contrato de direitos da série anterior.

“O Brasil representa um dos cinco maiores mercados do mundo em audiência e receita da Fórmula Um”, disse João Saad, presidente da Red Bandeirantes, acrescentando que foi “um grande orgulho” recuperar os direitos depois de mais de quatro décadas.

Em outras notícias da Fórmula 1, as equipes realizarão uma votação no dia 11 de fevereiro para determinar se a corrida de velocidade deve ser introduzida nos finais de semana do Grande Prêmio.

Os chefes da série propuseram a ideia de uma corrida mais curta no sábado, que substituiria a qualificação e determinaria o grid para o Grande Prêmio de domingo.

O novo formato poderá ser testado no Grande Prêmio do Canadá, Itália e Brasil desta temporada. Oito das dez equipes terão que votar a favor da ideia na quinta-feira para tornar o conceito uma realidade.

Os chefes da Fórmula 1 estão ansiosos para mudar o formato de um fim de semana do Grande Prêmio, que atualmente tem duas sessões de treinos na sexta-feira, seguidas por uma terceira no sábado antes da qualificação.

A segunda sessão de treinos livres na sexta-feira seria substituída pela qualificação para completar a grelha para a corrida reduzida proposta para sábado.

Os oito primeiros pilotos da corrida de velocidade devem marcar pontos que contarão para o campeonato.

Enquanto isso, os patrões da Fórmula 1 assinaram um acordo para Portugal sediar a terceira rodada da temporada em 2 de maio.

Havia dúvidas sobre o Grande Prêmio, com a Fórmula 1 explorando a possibilidade de começar a temporada organizando corridas consecutivas no Bahrein.

Mas as equipas serão informadas no encontro de 11 de fevereiro que a modalidade vai regressar a Portimão pela segunda época consecutiva, depois de o local ter feito a sua estreia no calendário no ano passado.

You May Also Like

About the Author: Jonas Belluci

"Viciado em Internet. Analista. Evangelista em bacon total. Estudante. Criador. Empreendedor. Leitor."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *