F1 indo para a Colômbia? Acordo supostamente fechado para ‘2024 ou 2025’: PlanetF1

O prefeito de uma cidade colombiana disse que o “processo está indo muito bem” em relação à adição de um novo destino de corrida ao calendário da F1.

A Fórmula 1 anunciou recentemente seu maior calendário da história, com 24 corridas programadas para a temporada de 2023, mas esse é um número que pode aumentar ainda mais se acreditarmos nos relatórios.

O Grande Prêmio do Brasil representa a única corrida sul-americana em 2023, mas esse número pode dobrar se uma corrida colombiana for aprovada.

Jaime Pumarejo Heins, prefeito de Barranquilla, cidade e distrito do norte do país, disse que os patrões da Fórmula 1 já visitaram a cidade com a ideia de adicionar uma corrida por lá.

“O que podemos dizer é que o processo está indo muito bem”, disse ele à Blu Radio, conforme relatado por MARCA. “Ele avançou em todas as etapas anteriores, antes de uma decisão final.”

Segundo o MARCA, a prova se chamaria Grande Prêmio do Caribe e aconteceria em 2024. Barranquilla fica na costa caribenha e fica a 1.000 km da capital do país, Bogotá.

Pumarejo Heins disse que o meio ambiente seria um dos principais focos da corrida se adicionado e que não custaria dinheiro à cidade ou ao país.

“O esforço de mudança climática que estamos fazendo na cidade seria um dos pontos mais importantes deste grande prêmio.

“Além disso, seria autossustentável, ou seja, o desenvolvimento da carreira não custaria ao país e à cidade, mas, ao contrário, traria emprego, turismo e reconhecimento”.

O planejamento para a corrida parece estar bem encaminhado com o prefeito afirmando que duas rotas foram aprovadas, que são circuitos de rua.

“Em uma das rotas o rio é protagonista, em outra não, mas ambos ficam na região metropolitana de Barranquilla. Esperamos que, se tudo o que resta a ser feito, possamos estar falando sobre 2024 ou 2025 e que seja assinado por 10 anos”.

“Seria o evento com maior faturamento na Colômbia. Um Grande Prêmio de Fórmula 1 tem um faturamento em dois ou três dias de 2,5 vezes o que Corferias [a convention centre in Bogotá] Tem faturamento o ano todo.”

O Acordo de Concórdia, que foi assinado em 2020 e dura até 2025, determina que 25 corridas é o máximo permitido por ano. Se a corrida da Colômbia for adicionada dentro do prazo sugerido, o esporte atingiria esse teto.

Com o acordo expirando em 2025, antes das mudanças radicais na unidade de energia para 2026, o limite provavelmente aumentará ainda mais.

Leia mais: Cinco principais conclusões do anúncio do calendário de 2023 da F1

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.