Família e amigos se despedem do ator Jonas Mello: “Perdi meu melhor amigo”, diz irmã | Santos e Região

O corpo do ator Jonas Mello foi velado e enterrado nesta sexta-feira (20), em Santos, no litoral de São Paulo. Amigos e familiares do ator, de 83 anos, se despediram durante a cerimônia, que foi aberta ao público e aconteceu no Memorial da Necrópole Ecumênica.

O ator foi encontrado morto em sua própria casa, segundo parentes, de causas naturais. O velório aconteceu na manhã desta sexta-feira, no Memorial Hall. As três irmãs do ator moram em Santos e, por isso, decidiram realizar o funeral e sepultamento na cidade.

“Perdi meu irmão, meu melhor amigo, meu confidente”, afirma a irmã do ator, Janete Rodrigues de Mello, de 80 anos. Para ela, a morte do ator foi uma surpresa. Ela diz que ele estava com boa saúde e muito ativo. “Foi divertido e de opinião forte”, descreve Janete.

O funeral foi realizado no Salão Nobre do Cemitério Memorial de Santos, SP – Foto: Letícia Gomes / G1

Irmã Josephina Rodrigues de Mello, 48, diz que Jonas viajava ao litoral todos os finais de semana para se encontrar com sua família para almoçar. “Ele foi uma pessoa feliz e realizada, porque aproveitou ao máximo a vida. Ele nasceu para brilhar ”, diz Josephina.

A irmã da artista plástica Josefina Rodrigues de Mello conta que seu irmão levava uma vida saudável e não tinha problemas de saúde. Ultimamente se dedica à dublagem de filmes.

O ator foi encontrado morto em seu apartamento, em Santana, na Zona Norte de São Paulo, na tarde desta quarta-feira (18). Segundo parentes, ele adoeceu e até ligou para o primo Eliezer Corazza. Quando o parente chegou à residência, o artista já estava morto. Jonas era solteiro e não tinha filhos.

Eliezer também estava no velório. Ela mora em São Paulo e acompanhou a prima nos exames de rotina. Ele diz que encontrou na quarta-feira passada. “Ele teve uma vida linda, uma vida muito feliz e viveu como todos nós gostaríamos de viver. Teve uma vida plena”, lembra.

Ator Jonas Mello – Foto: Playback / TV Globo

Seu último trabalho na televisão foi interpretar um capanga da novela “Flor do Caribe”, da TV Globo, em 2013.

Jonas Mello nasceu em São Paulo, em 20 de outubro de 1937. Iniciou sua carreira na televisão em 1969, na produção “A cabana do Pai Tomás”, da TV Globo.

No Registro, realizada “Os deuses morreram”, “Sol amarelo”, “O tempo não desaparece”, “O leopardo”, “Vendaval”, “Vidas marcadas” “Estrela de fogo”, “Por amor e ódio”, “Escrava Isaura E a minissérie “O desafio de Elías”.

No Tupi (extinto), Mello trabalhou em “Os innocentes”, “O meu rico português”, “Os apóstolos de Judas”, “Um Sol Maior” e “João Brasileiro, o bom baiano”.

No Balão, participou de “Os gigantes”, “Chega mais”, “Coração alado”, “Dança comigo”, “Terras do infinito”, “Festa alta”, “O outro”, “Bambolê”, “Pacto de sangue”, “Aluga-se Barriga”, “O porteiro”, “Veneno macio”, “Vila Madalena”, “Araguaia”, “O Astro” e “Ave Jorge”.

No Cultura, atuou em “O Coronel e o Homem Lobo” e “Velho Pai”.

Não SBT Realizou as novelas “Conflito”, “Encadenado”, “Jogo do amor” e “Doña Anja”.

No Bandeirantes, fez parte do elenco de “Maçã do Amor”.

No Titular (extinto), trabalhou em “Dona Beija” e “Mandacaru”.

No CNT / Jornais, atuou nas minisséries “Irmã Catarina” e “Ele vive” e nas novelas “A Ultima Semana” e “Antônio dos milagres”.

Ator Jonas Mello – Foto: Playback / Twtter @AtorJonasMello

No cinema atuou em “O Cangaceiro” (1997) e “Lula, el son de Brasil” (2010). Ele também foi dublador de vários filmes e desenhos animados.

O funeral e sepultamento aconteceram nesta sexta-feira (20), à tarde, no Cemitério Memorial de Santos.

Veja mais novidades sobre São Paulo:

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *