Fase 2: veja como retornarão academias, bares, lounges e museus – Jornal CORREIO

O prefeito ACM Neto apresentou quarta-feira o protocolo para os serviços que poderão reabrir na segunda fase da recuperação econômica de Salvador. durante o evento de lançamento de um complexo rodoviário de BRT. Na segunda fase, eles podem operar academias, salões de beleza e cabeleireiros, centros culturais e museus e também bares, bares e restaurantes. Cada setor tem entre 35 e 40 regras a serem seguidas e o prefeito resumiu algumas delas. O restante será publicado hoje em uma edição adicional do Diário Oficial do Município.

O prefeito deixou claro que o início da segunda fase ainda não tem uma data para ativar, tudo depende de como as taxas de ocupação dos leitos de UTI serão para a covid-19 nos próximos dias. A cidade precisa passar cinco dias com essa taxa igual ou inferior a 70%, o que não precisa ser consecutivo. Três desses cinco dias já foram concluídos, então há mais dois dias para abrir esses estabelecimentos. Mesmo que a taxa permaneça igual ou inferior a 70% nesta semana, qual é a expectativa, O prefeito enfatizou que ele não abrirá nada antes do dia dos pais, para evitar as multidões na data comemorativa.

Academias
Nas academias, o uso de máscaras em todas as atividades será obrigatório e a retransmissão de dispositivos é proibida. Eles podem operar de segunda a sábado, com tempo livre; a definição dependerá de cada estabelecimento. Eles poderão realizar atividades individuais e coletivas com marcação de solo. Será necessário um compromisso. A estadia máxima será de 1 hora por usuário. É proibido o uso da piscina.

Nesse retorno, as academias devem manter uma capacidade de uma pessoa para cada 6 m². A distância mínima deve ser superior a 2m entre os alunos de crossfit e outras aulas em grupo. Atualmente, Salvador possui 2.150 academias.

O protocolo determina a limpeza constante dos dispositivos após o uso, sem compartilhar, o número máximo de alunos por turma, a medição da temperatura dos funcionários e clientes, a eliminação do equipamento a pelo menos 1,5 m entre eles. Academias de condomínios residenciais devem seguir este protocolo conforme apropriado.

Salões de beleza
Os salões de beleza podem operar de segunda a sábado, das 10 às 19 horas. A operação deve ter um serviço individual, com agendamento de horário. O acompanhante só será permitido para clientes crianças, idosos ou portadores de deficiência. É proibida a execução de serviços que exijam a remoção da máscara durante o serviço, como aparar a barba. As salas de aula devem operar com 30% da capacidade total.

Esses estabelecimentos também devem medir a temperatura dos funcionários e clientes. O intervalo entre a presença de um cliente e outro deve ser de pelo menos 15 minutos, para que o local esteja limpo. Após cada uso, todo o equipamento deve ser desinfetado.

Nudes
Bares, restaurantes, pizzarias, sorveterias e similares podem reabrir de segunda a domingo, das 12h às 23h. Os bares devem estar abertos de segunda a domingo, das 7h às 16h. O serviço presencial deve ser à la carte e buffet com um buffet. funcionário que atende, sem autoatendimento e sem rotação. Entrega e coleta podem funcionar sem restrições de tempo.

Os estabelecimentos devem manter uma distância de 2m entre as mesas e 1m entre as cadeiras em diferentes mesas. O máximo é de 6 pessoas por mesa. O uso obrigatório de máscaras é suspenso apenas nas refeições. O menu deve ser digital ou laminado, com limpeza após cada uso. Clientes e funcionários devem medir a temperatura. Atualmente, os eventos são banidos, incluindo música ao vivo.

Museus
Os centros culturais, museus e galerias de arte devem estar abertos das 10 às 16 horas, de segunda a sábado e domingo, sem restrição de horário. A venda de ingressos deve preferencialmente ser virtual, com um horário programado. Quando o acesso é gratuito, o horário também deve estar online. Durante a visita, um circuito unidirecional deve ser mantido nos locais. A capacidade total de observação será de 30%.

No primeiro momento, é proibido o uso de guias de áudio e visitas guiadas, além de exposições interativas. A projeção de filmes ou vídeos só pode ser feita em espaços abertos, com duração máxima de 15 minutos. Clientes e funcionários devem medir a temperatura.

Conformidade com os padrões.
O chefe do executivo municipal solicitou a colaboração de cada um para inspecionar seu estabelecimento, além da equipe da Câmara Municipal. “Precisamos ter o compromisso mútuo de cumprir essas regras e a inspeção desses protocolos pela cidade. Seremos muito rigorosos com essas regras e não toleraremos nenhum tipo de não conformidade. É proibido o estabelecimento que não cumprir as regras ”, reforçou ACM Neto.

O prefeito reconheceu que as consequências dessa nova fase podem ser mais perigosas do que as da primeira e ressaltou que, se houver algum relaxamento no cumprimento das medidas, poderá retornar e proibir a operação de algum setor. No entanto, a notificação será principalmente individual.

“Nada impede, se percebermos um relaxamento, fechando todo o setor. O que gera mais repercussões são as barras. Se percebermos que os bares estão causando problemas, eu apenas fecho os bares e academias, salões de beleza e outros estabelecimentos que ainda estão abertos. Podemos mudar o decreto, depende apenas da assinatura do prefeito. Não vamos nos arriscar a perder nossas conquistas agora ”, disse Neto.

Expansão dos serviços da fase 1
Além disso, o prefeito anunciou expansões nos serviços de atividades já lançadas na fase 1. Lojas e shopping centers poderão retomar as praças de alimentação, com 50% da ocupação total.

Também serão lançadas as atividades da fase 2 que foram fechadas nos shopping centers (academias, lounges e restaurantes) localizados nesses centros e que permaneceram fechadas durante a primeira fase. Essas atividades devem seguir o horário de funcionamento permitido para shopping centers.

Na segunda fase, os empregos em propriedades habitadas podem ter quatro funcionários trabalhando para cada 100 m² da residência, em vez de apenas dois, conforme estabelecido na fase 1.

Para entrar na fase 3, a taxa de ocupação exclusiva do leito de UTI para pacientes com covid-19 deve ser de 65% no máximo. Nesse terceiro momento, eles podem reabrir parques de diversões e parques temáticos; teatros, cinemas e outras salas de concerto; clubes sociais, recreativos e esportivos; centros de eventos e convenções.

Outros setores não mencionados, como o retorno às aulas e a reabertura de praias e estabelecimentos públicos, não fazem parte da fase e terão regras e prazos específicos para a retomada a ser publicada pela Prefeitura, avaliando a evolução do novo coronavírus na cidade. .

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *