ferramenta acompanha o desenvolvimento sustentável de todas as cidades do Brasil | Notícias | Centro de Conhecimento dos ODS

O Instituto Cidades Sustentáveis ​​(ICS) e a Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável (SDSN) publicaram o Índice de Desenvolvimento de Cidades Sustentáveis ​​- Brasil (IDSC-BR) para ajudar a rastrear o compromisso das 5.570 cidades brasileiras com os ODS. A ferramenta coleta dados de mais de 100 indicadores e mede o progresso no desenvolvimento sustentável de cada cidade brasileira.

a IDSC-BR classifica cidades e regiões com base em seu nível de cumprimento da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável como um todo, bem como em termos de progresso em cada indicador. O índice também fornece uma representação visual do desempenho de cada cidade nos 17 ODS nos chamados ‘Painéis dos ODS’.

De acordo com um comunicado de imprensa da SDSN, o Brasil é “o primeiro país do mundo a monitorar e avaliar o nível de progresso da sustentabilidade de todas as suas cidades para o alcance dos ODS”.

Falando no evento de lançamento em 8 de julho de 2022, Jorge Abrahão, Coordenador Geral do ICS, descreveu a ferramenta como “um instrumento estratégico para os gestores públicos, pois a análise dos resultados permite orientar a ação política municipal, bem como definir referências e objetivos baseados em indicadores de gestão e facilitando o monitoramento dos ODS em nível local”.

O IDSC-BR revela uma lacuna entre os municípios e regiões do Brasil nas dimensões social, econômica e ambiental da Agenda 2030, evidenciando disparidades entre os municípios das regiões Sudeste e Norte. O comunicado da SDSN destaca que as dez cidades com melhor desempenho estão no estado de São Paulo, enquanto 43 das 100 cidades com a pior classificação estão concentradas no estado do Pará. O índice mostra que as cinco capitais com pior desempenho pertencem à região da Amazônia Legal, que é composta pelos estados brasileiros que abrigam o bioma Amazônia. A cidade de São Caetano do Sul obteve o maior avanço do SGD. A cidade de Santana do Araguaia é a cidade com pior desempenho.

O IDSC-BR foi apresentado durante a sessão de julho de 2022 do Fórum Político de Alto Nível sobre Desenvolvimento Sustentável (HLPF) como solução para promover o desenvolvimento sustentável nas cidades. A SDSN desenvolveu a metodologia IDSC-BR e pretende expandi-la para outras cidades da América Latina.

O SDSN é uma iniciativa patrocinada pela ONU que busca “mobilizar o conhecimento técnico e científico global para promover soluções práticas para o desenvolvimento sustentável” nos níveis local, nacional e global.

O ICS visa melhorar a vida das pessoas, abordando as desigualdades e promovendo os direitos humanos, a participação social, a transparência e a proteção ambiental em consonância com a Agenda 2030 e seus ODS. [SDSN Press Release]

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.