FiGa Filmes obtém os direitos de venda de ‘Frogs’ da brasileira Clara Linhart

Figa Filmes adquiriu os direitos de venda internacional de “Frogs” (“Os sapos”) de Clara Linhart. Seu filme anteriorDomingo,” (2018), codirigido com Fellipe Barbosa, estreou no 75º Festival de Cinema de Veneza em Venice Days.

A produção brasileira gira em torno de uma mulher de trinta anos, convidada para um encontro de velhos amigos em uma casa de campo. Ela chega e descobre que não há reencontro e fica para passar o fim de semana com dois casais em crise parcial. Em seu depoimento sobre o diretor do filme, Linhart diz: “Quero que o espectador se reconheça nesses personagens ou nas situações que eles vivenciam. Eu quero que as pessoas riam e se encolham porque são relacionáveis. Quero usar a câmera como um microscópio capaz de visualizar olhares, gestos e sussurros que denotam desejos, medos e inseguranças”.

Paula é interpretada por Thalita Carauta, que desempenhou um papel premiado no longa-metragem de estreia do diretor de “Narcos”, Fernando Coimbra, “Um Lobo à Porta”, vencedor do Horizontes Latinos em San Sebastian.

Sua personagem leva o público com ela, pois o que poderia ter sido uma fuga idílica exige que ela seja uma tia moribunda, difunda a tensão, impeça avanços de amizade e muito mais. “Não estou interessado em retratar mulheres como vítimas e homens como monstros, mas em identificar neuroses complementares comuns a tantos casais”, diz Linhardt. Os objetivos da diretora são complementados por um roteiro de Renata Mizrahi (“Amores de Chumbo”).

FiGa e Linhardt sem dúvida serão incentivados pela premiação do júri e do público na seção pix-in-post do 26º Festival Audiovisual do Mercosul. É um festival que já fez sucesso antes, com seu primeiro longa-metragem, “La Manuela”, ganhando o prêmio de melhor documentário lá em 2017.

Sandro Fiorin, co-fundador da FiGa Films disse Variedade:: “Há muito tempo admiramos o trabalho da Clara e é um privilégio colaborar com ela e com a equipe no Brasil. Seu filme, embora cômico às vezes, parece uma câmara de pressão em um paraíso idílico, de tirar o fôlego.”

Produzido pelo selo Gamarosa Filmes, de Linhardt e Fellipe Barbosa, “Sapos” recebeu apoio do principal fundo de produção do governo federal brasileiro, o Fundo Setorial do Audiovisual. Créditos adicionais de coprodução vão para Canal Brasil e Telecine.

You May Also Like

About the Author: Jonas Belluci

"Viciado em Internet. Analista. Evangelista em bacon total. Estudante. Criador. Empreendedor. Leitor."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *