Flordelis aparece em vídeo coletando testemunhas sobre a casa de balanço

Congressista Flordelis, acusada de ter matado o marido, O pastor Anderson do Carmo, apareceu em um vídeo acusando a testemunha que a nomeou frequentadora de um clube de swing da Bara da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. As imagens foram publicadas na noite desta quarta-feira 26.

Crédito: Reprodução / InstagramFlordelis aparece em vídeo coletando testemunhas sobre a casa de balanço

Nas investigações, a polícia está considerando a possibilidade de Flordelis foi com o marido a uma casa de balanço, em Botafogo, Zona Sul do Rio de Janeiro, a noite do crime.

Flordelis aparece no vídeo com raiva exigindo de uma pessoa, a quem ela chama de Carlinha, a filmagem em que ela apareceria no balanço. Mas eu não fiz, não, menina bonita. E você vai ter que mostrar a filmagem, meu rosto, minha voz, euzinha, muito claro na filmagem, eu em casa de balanço. Você está bem Carlinha? Você terá que atirar. Bem meu amor? Se eu fosse você, começaria a ir para a Barra agora, para a casa de balanço para encontrar essa filmagem agora. Porque se você não tem um pequeno vídeo meu “, disse o deputado

“E mais uma coisa, tem que ter um pequeno vídeo meu bêbado, bêbado, carregado. Porque do contrário, meu amor, você terá que me pagar por danos morais. Você tem dinheiro, certo? Comece a limpar! Você tem dinheiro, certo? Venda tudo que você tem em sua casa. Você tem dinheiro, certo? Você vai ter que me pagar pelo dano moral ”, disse Flordelis, aos gritos, no vídeo que foi recuperado e postado no Instagram ‘Venha me encontrar Hebe’.

Filho adotivo revela que fez sexo com Flordelis

Filha de Flordelis procurou na internet por um assassino, diz investigação

Entenda o caso Flordelis

A Polícia Civil e o MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) denunciaram o Deputado Federal Flordelis (PSD-RJ) como autor intelectual do assassinato de seu marido, pastor Anderson do Carmo, falecido em 2019.

Por ter um fórum privilegiado, o parlamentar não será preso agora. Dez outras pessoas também foram acusadas do crime.

A investigação concluiu que o pastor Anderson foi assassinado por motivos econômicos e de poder na família, já que controlava todo o dinheiro do Ministério Flordelis, hoje rebatizado de Cidade Evangélica do Fogo.

Segundo as investigações, Flordelis vinha planejando a morte de Anderson desde 2018. Segundo a polícia, antes do tiroteio, Flordelis tentou matar o marido pelo menos quatro vezes, uma delas com doses de arsênico na comida.

Na manhã do dia 24 de agosto, agentes das Delegacias de Homicídios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá (DHNSGI) e MP-RJ executaram nove mandados de prisão e 14 mandados de busca e apreensão em domicílios vinculados à Sra. Flordelis em Niterói, São Gonçalo, Rio de Janeiro e Brasília. Cinco filhos do parlamentar e uma neta foram presos.

O pastor Anderson do Carmo foi assassinado na noite de 16 de junho de 2019 com mais de 30 tiros disparados na garagem da casa onde morava com sua família em Pendotiba, Niterói. Para a polícia, a intenção de matá-lo foi evidente, sem que Anderson tivesse oportunidade de reagir.

You May Also Like

About the Author: Jonas Belluci Shinoda

"Viciado em Internet. Analista. Evangelista em bacon total. Estudante. Criador. Empreendedor. Leitor."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *