Gabriel Jesús e o giro impulsionado por um jato que deixou os torcedores do Arsenal salivando

Não há nada como causar uma boa primeira impressão e é seguro dizer que Gabriel Jesus passou por suas primeiras semanas no Arsenal.

O Arsenal gastou 45 milhões de libras para contratar Jesus do Manchester City, com o jogador de 25 anos assinando um contrato de longo prazo com o Emirates.

Jesus marcou 95 gols pelo City e ajudou o clube a conquistar quatro títulos da Premier League, três Copas da EFL e a FA Cup durante seus cinco anos no Etihad.

E, se suas façanhas na pré-temporada servirem de base, o Arsenal pode ter acertado seu bilhete dourado em sua busca pelo retorno à Liga dos Campeões.

O internacional brasileiro quebrou o joelho com dois gols na vitória do Arsenal por 5 a 3 em Nuremberg, seguido de outro contra o Everton, nos Estados Unidos.

Sem surpresa, sua forma tem sido música para os ouvidos dos torcedores do Arsenal, muitos dos quais identificaram as deficiências de sua equipe no ataque como a principal razão pela qual eles não conseguiram entrar entre os quatro primeiros na última temporada.

Enquanto Alexandre Lacazette teve um desempenho admirável em grande parte da última campanha, com Eddie Nketiah marcando alguns gols vitais, Jesus é uma clara atualização para ambos os jogadores.

E, apesar de todas as suas proezas goleadoras, foi um momento de inspiração sem gols contra o Orlando City que enviaria calafrios de emoção na espinha dos fiéis do Arsenal.

Recebendo a bola na entrada da área, Jesús foi fortemente marcado por um zagueiro adversário que confundiu o brasileiro com seu moletom favorito.

Muitos atacantes teriam usado sua fisicalidade para escapar da situação, mas Jesus escolheu um método mais bonito, deslizando com um giro e uma explosão de ritmo que enviou seu marcador a meio caminho da Disneylândia.

Se estávamos sendo críticos, Jesus passou levemente a bola e o goleiro do Orlando City conseguiu fazer uma defesa regulamentar de seu esforço impotente.

Mas focar no resultado final seria teimosamente perder o foco; O Arsenal tem clamado por um atacante com velocidade e inventividade para tornar seu ataque mais imprevisível.

Jesus levou cinco segundos fumegantes na Flórida para sugerir que os Gunners haviam adquirido exatamente isso.

Apesar de toda a expectativa justificável em torno de sua assinatura, sempre houve dúvidas sobre se Jesus tinha o que é preciso para se tornar um centroavante.

Guardiola o comprou com essa intenção no City, mas ele rapidamente se desviou para Sergio Agüero. Me parece bem; Você poderia projetar o atacante perfeito de 100 gols por temporada em um laboratório e o primeiro Aguero teria marcado 101.

Mas Jesus viu seu papel evoluir para uma posição de ponta, já que ele vem do flanco direito do clube e da seleção, em vez do principal atacante que o Arsenal comprou para ele.

Falando em conversaDESPORTOO especialista em futebol sul-americano Tim Vickery disse: “Há seis anos, uma comparação estava sendo feita entre Gabriel Jesus e o brasileiro Ronaldo original.

“Foi da fonte mais impecável que se possa imaginar: o Ronaldo original, que disse ‘esse cara, Gabriel Jesus, me lembra quando eu era criança’. Ninguém faria essa comparação agora.”

• • • •

LEIA: Ranking de todos os jogadores que vestirão o número 9 pelo Arsenal na Premier League

• • • •

Vickery passou a sugerir que a experiência traumática de Jesus na Copa do Mundo de 2018, onde ele não conseguiu marcar como atacante titular do Brasil, o dissuadiu de assumir o papel principal no City.

Ele acrescentou: “Falei com o técnico do Brasil sobre Gabriel Jesus há pouco tempo e ele me disse que depois da Copa do Mundo ligou para Gabriel Jesus e perguntou: ‘Onde você quer jogar?’

“Gabriel Jesus disse: ‘Eu não ligo’, mas o treinador disse: ‘Obviamente você se importa, você obviamente tem uma preferência, qual é a sua preferência?’ E, um tanto tímido, Gabriel Jesus disse que preferia jogar nas laterais”.

Muita coisa mudou nos últimos quatro anos e Jesus tem muito mais experiência e conquistas do que em 2018. Não há nada que sugira que o jogador de 25 anos não poderia ter sucesso no papel central do Arsenal se aplicado.

E, junto com seu gol, Jesus já se mostrou capaz de dar uma injeção de adrenalina em um ataque antes trabalhoso.

Basta perguntar ao jardineiro da cidade de Orlando que passa seus dias removendo marcas de pneus do campo do Exploria Stadium.

por Michael Lee


mais arsenal

A história do julgamento ‘completamente médio’ de Yaya Toure no Arsenal contra Barnet

Seis jogadores que Mikel Arteta melhorou no Arsenal: Elneny, Saka…

Você pode nomear os 30 melhores artilheiros do Arsenal na história da Premier League?

Gabriel Jesus: Ranking dos 15 brasileiros que vão jogar pelo Arsenal

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.