Gás ou eletricidade? Entenda a tecnologia por trás do carro híbrido – 28/05/2020

Gás ou eletricidade? Entenda a tecnologia por trás do carro híbrido - 28/05/2020

Por um lado, os carros tradicionais usam combustível fóssil e impactam o meio ambiente, aumentando a poluição do ar. Por outro lado, veículos que usam eletricidade como fonte de energia, mas ainda enfrentam problemas como baixa autonomia e preços altos. No meio do campo, uma alternativa interessante: os chamados carros híbridos.

Eles são capazes de combinar as qualidades dos motores elétricos e de combustão em um pacote mais acessível, tanto financeira quanto tecnicamente. Mas você sabe como esse motor funciona?

Auto Hybrid
Imagem: UOL Art

Como o nome deixa claro, um carro híbrido usa dois tipos de energia: um combustível (aqui, vamos usar a gasolina como exemplo) e outra fonte de energia, como a eletricidade, que é a mais promissora para carros de passeio. Esse recurso torna a união de dois motores.

A diferença é que existem pelo menos três tipos de configurações de carros híbridos: paralelo, serial e misto.

No caso de paralelos, tanto o motor de combustão quanto o elétrico são capazes de mover o carro. Ele pode funcionar apenas com o motor de combustão puxando as rodas, ou apenas com o elétrico fazendo isso, ou com os dois trabalhando juntos.

A potência máxima neste tipo de carro é obtida combinando as potências do motor elétrico e do motor de combustão.

Nos híbridos em série, apenas o motor elétrico puxa as rodas e precisa ter energia suficiente para esta função. Cabe ao motor de combustão atuar como um gerador, que alimenta a bateria que armazena a energia que o motor elétrico utilizará.

Os modelos mistos, por sua vez, têm um sistema eletrônico central que avalia a situação para decidir como mover o carro: usando o motor de combustão, o motor elétrico ou uma combinação de ambos. Esses modelos também podem usar o motor de combustão para recarregar a bateria em motores elétricos.

Independentemente da configuração usada, esses carros podem ser do tipo plug-in. Em outras palavras, eles podem recarregar suas baterias na rede elétrica, o que reduz ainda mais seu impacto ambiental e o custo por quilômetro percorrido.

Por fim, esses carros possuem sistemas que utilizam determinadas situações, como desaceleração ou frenagem, para recuperar a carga da bateria.

É necessário trocar a bateria de um carro híbrido?

Sim, as baterias usadas nos carros têm uma vida útil, bem como, em comparação, as baterias dos smartphones. Esse tempo pode variar de fabricante para fabricante. No entanto, é possível atribuir uma bateria “descarregada” a outras funções, como armazenamento de energia em residências e instalações que geram eletricidade através da luz solar.

Qual é o ganho de eficiência de um carro híbrido em comparação com um motor convencional com um motor de combustão?

Dependendo do tipo de uso do carro, um híbrido pode ser até 30% mais eficiente do que um carro convencional. Isso é ainda mais perceptível quando a maior parte do uso é urbana, uma vez que é no “andar e parar” das grandes cidades onde os motores de combustão são menos eficientes e consomem mais combustível.

Fontes:

Emílio Paganoni, gerente sênior de treinamento do BMW Group Brasil; Clayton Barcelos Zabeu, professor de engenharia mecânica no Instituto de Tecnologia Mauá

Fabio Kazuki Uema, gerente geral de engenharia da Toyota do Brasil

Toda quinta-feira, a Tilt mostra que há tecnologia por trás de (quase) tudo ao nosso redor. Você tem alguma pergunta sobre um objeto? Envie-nos e nós investigaremos.

You May Also Like

About the Author: Edson Moreira

"Zombieaholic. Amadores de comida amadora. Estudioso de cerveja. Especialista em extremo twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *