GDF e BRB criam linha de crédito para artesãos

JBr.

O GDF firmou parceria com o Banco de Brasília (BRB) e anunciou a criação de uma linha de crédito para apoiar profissionais do artesanato, além de outros setores do turismo. Os detalhes do acordo devem ser divulgados na próxima semana.

O objetivo da associação é minimizar os impactos econômicos decorrentes da pandemia de coronavírus.

O artesanato movimenta R $ 50 bilhões por ano no Brasil. Dada a importância, o Ministério do Turismo vem trabalhando para desenvolver o setor. No DF, existem cerca de 10.000 artesãos, que em 2019 administraram R $ 871.000 na capital federal.

“Desde o início de nossa gestão, estruturamos, qualificamos e divulgamos o trabalho de profissionais que vivem exclusivamente nesta arte. Estamos vivendo um momento que exige medidas cautelares, mas o GDF e o Setur continuam trabalhando para construir políticas públicas para passar por essa pandemia e olhar para o futuro “, reforça a secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça.

Vanessa falou com entusiasmo sobre o acordo com a BRB. “A associação do secretariado é extremamente importante. Temos apoio e somos ouvidos, participamos da agenda e chegamos a um consenso em busca de uma verdadeira política pública para o setor “.

Artesanato em tempos de pandemia

Com o risco iminente de infecção por coronavírus no Distrito Federal, é natural que as vendas de artesanato diminuam consideravelmente. Pensando nisso, as Associações de Artesãos do DF fizeram recomendações aos profissionais, conforme explicado pelo Presidente Hebert Amorim. “Estamos aconselhando o artesão a não interromper sua produção em casa e procurar um mecanismo para que toda a classe tenha acesso a uma linha de crédito, para que, no final de tudo, tenham matéria-prima para continuar produzindo e ter bons empregos”, diz ele.

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *