GDF permite R $ 750 mil para agentes culturais

JBr.

Para garantir que as atividades culturais não sejam prejudicadas, nesta quarta-feira (18), o secretário de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues, juntamente com o presidente do Banco de Brasília (BRB), Paulo Henrique Costa, anunciaram linhas de crédito. satisfazer as necessidades mais urgentes da comunidade cultural do DF.

O objetivo do auxílio é mitigar as perdas sofridas pela classe devido à suspensão de atividades culturais. A medida foi tomada pelos governos do Brasil e do mundo, como medida preventiva contra o novo coronavírus. A BRB Cultura possui três linhas de crédito.

A primeira linha negociada será destinada ao microempreendedor, com valores que variam entre R $ 800 e R $ 15 mil. Os outros dois serão destinados a grandes produtores, sem limite máximo, com termos e necessidades diferentes.

O secretário garante que o processo será simplificado. Para facilitar a obtenção do recurso, o banco designará uma agência específica para ajudar os agentes culturais. O chefe do portfólio cultural também obteve o compromisso da BRB de lançar um novo edital para o segmento, na próxima semana, no valor de R $ 750 mil, destinado a pequenos produtores culturais.

A iniciativa é mais uma demonstração do compromisso da GDF com a comunidade artística, em um momento difícil para todos os empreendedores. “Os agentes culturais estão passando pela pior crise de sua história. Estamos trabalhando para aliviar esse sofrimento ”, comemorou o secretário da Cultura.

Com informações da Agência Brasília

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *