Gestos que fazem a diferença na luta contra o Covid-19

JBr.

A limpeza implacável dos ambientes é uma maneira de se proteger do coronavírus. No entanto, essa atitude aumenta a demanda por produtos de limpeza e higiene pessoal. Papuda não é diferente. O Complexo Penitenciário do Distrito Federal teve seu estoque esgotado antes do prazo previsto.

Um dos produtos vendidos é detergente em pó. Para substituir a demissão da Subsecretaria do Sistema Penitenciário por esta, que é a contribuição mais utilizada na assepsia, o Governo do Distrito Federal mais uma vez teve a ajuda da iniciativa privada.

Depois que os hospitais da Rede Pública de Saúde receberam álcool em gel fabricado pela Ambev (a maior cervejaria do país), agora são os membros do conselho da União Atacadista do DF (Sindiatacadista-DF) que dão uma amostra de solidariedade.

Na quarta-feira à tarde (18), o Sindiatacadista-DF doou mais de uma tonelada de detergente em pó ao Complexo Papuda. A entrega é feita na Penitenciária do Distrito Federal (PDF). O ato de doação foi acompanhado pelo secretário do governo, José Humberto.

Segundo o secretário, para fazer uma nova compra, o GDF precisaria fazer um contrato de emergência, que levaria cerca de 15 dias para ser aprovado. Nesse sentido, a ajuda do setor privado veio em boa hora.

“Foi um pedido do governador Ibaneis Rocha feito ao Sindicato e aprovado na íntegra. Muito obrigado, em nome do governo. A crise é para todos nós. Juntos, podemos superar esse momento difícil ”, agradeceu José Humberto.

Escort

As balas de sabão foram levadas em uma van para a unidade prisional, escoltadas pelos carros da polícia da prisão. Na porta do PDF-1 estava o subsecretário do Sistema Penitenciário do DF, Adval Cardoso de Matos. Segundo ele, a tonelada de detergente será distribuída em todas as unidades do DF.

“O momento é muito oportuno. Chegou no devido tempo. Somente em cada uma dessas unidades [PDF 1 e PDF II] Temos 4.500 prisioneiros. Não podemos relaxar com a limpeza “, diz Adval.

O ditado popular diz que “em tempos de crise, surgem soluções”. A doação de álcool em gel pela Ambev e detergente em pó fabricado pelo Sindiatacadista é a prova disso. “Neste momento de combate ao coronavírus, precisamos unir e apresentar soluções para os problemas que surgiram durante a pandemia”, concluiu Clair Dalberto, membro do Sindiatacadista.

Com informações da Agência Brasília

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *