Google investirá US$ 1,2 bilhão na economia digital da América Latina

Google anunciou na quinta-feira (9 de junho) que investiria US$ 1,2 bilhão na América Latina para promover a transformação digital e o desenvolvimento econômico na região.

Conforme relatado pela Bloomberg News, os fundos serão destinados a apoiar três grandes projetos na região: cabo submarino, contratação de engenheiros e carteiras digitais.

em um postagem do blogO Google se comprometeu a lançar um cabo submarino, batizado de Firmina em homenagem à abolicionista brasileira Maria Firmina dos Reis, em 2023 para conectar as Américas do Norte e do Sul através do Oceano Atlântico. A empresa disse que isso vai melhorar a internet na região, com o cabo, o mais longo do mundo, estendendo-se dos EUA à Argentina, com paradas no Brasil e Uruguai.

Além disso, o Google disse que aumentará sua equipe de engenheiros no Brasil com ênfase em segurança e privacidade. A empresa abriu seu Centro de Engenharia para a América Latina em Belo Horizonte, Brasil, em 2005.

Por fim, o Google lançará o Google Wallet, uma carteira digital projetada para competir com o Apple Pay, no Brasil e no Chile nos próximos meses. A empresa disse que também planeja expandir o recurso de pagamentos em smartphones Android para outros países.

Além disso, US$ 300 milhões dos fundos irão para o braço filantrópico do Google, Google.org, que apoia ONGs de sustentabilidade e oportunidades econômicas para mulheres, disse a Bloomberg.

Saiba mais: CEO da Kushki: A explosão dos pagamentos digitais na América Latina exige nova infraestrutura

O investimento ocorre em um momento em que a América Latina passa por uma transformação digital, como PYMNTS apontou esta semana em nossa entrevista com o CEO da Kushki. Aron Schwarzkopf.

Os valores das transações digitais na região ultrapassam US$ 100 bilhões e valerão US$ 175 bilhões até 2025.

A América Latina está enfrentando uma inflação de dois dígitos, o que pode sugerir que os gastos, em termos de volume de transações, seriam reduzidos, mas esse não é o caso, disse Schwarzkopf.

“Independentemente de como a inflação se desenrola, a demanda por pagamentos digitais está crescendo em um ritmo recorde porque estava muito atrasada”, disse ele a Karen Webster, da PYMNTS.

——————————

DADOS DE NOVOS PAGAMENTOS: O ESTUDO DE EXPERIÊNCIA DE COMPRA À MEDIDA – MAIO DE 2022

Sobre: A pesquisa da PYMNTS com 2.094 consumidores para o relatório The Personalized Shopping Experience, uma colaboração com a Elastic Path, mostra onde os comerciantes estão indo bem e onde precisam melhorar seu jogo para oferecer uma experiência de compra personalizada.

You May Also Like

About the Author: Jonas Belluci

"Viciado em Internet. Analista. Evangelista em bacon total. Estudante. Criador. Empreendedor. Leitor."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.