Governo brasileiro. espera leilão 5G no próximo mês: relatório

O ministro das Comunicações do Brasil, Fabio Faria, afirmou que o governo espera que o leilão de espectro para a concessão de frequências 5G ocorra no próximo mês, segundo relatório recente da Reuters.

O plano do leilão 5G está em análise pelo Tribunal de Contas do país, o TCU, mas Faria disse não esperar que a análise do TCU sobre as regras do leilão atrase o processo, pois observou que o governo respondeu. A todas as questões do tribunal.

O ministro disse ainda que espera que todas as capitais brasileiras tenham redes 5G independentes em operação até julho de 2022.

O relatório também revelou que uma delegação do governo brasileiro visitará os Estados Unidos esta semana para discutir redes privadas 5G com o governo americano. A delegação terá encontros com bancos de investimento e empresas como Motorola Solutions, IBM e AT&T.

A Anatel finalizou o plano de negócios do leilão 5G em 19 de março.

No início deste ano, o regulador havia confirmado que as operadoras móveis brasileiras não deveriam depender da tecnologia de compartilhamento dinâmico de espectro (DSS), que permite que redes 4G e 5G operem na mesma faixa de espectro, para a oferta de serviços 5G no Brasil.

As regras também obrigam as operadoras a cobrir a vasta região do norte da Amazônia com conectividade de banda larga, principalmente usando cabos de fibra ótica instalados em rios, e a construir uma rede segura separada para o governo federal.

A Anatel optou por não implementar quaisquer restrições ao uso de equipamentos de rede 5G da Huawei, o que significa que a empresa chinesa provavelmente participará da implantação comercial da tecnologia 5G em todo o Brasil.

No ano passado, o presidente brasileiro Jair Bolsonaro foi pressionado pelo governo Trump para banir a Huawei, mas as telcos locais disseram que excluir o fornecedor custaria bilhões de dólares para substituir o equipamento do fornecedor chinês que fornece quase 50% do 3G e 4G atuais. redes no país.

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações aprovou o processo de leilão 5G do Brasil em fevereiro de 2020, com ondas de rádio nas bandas de 700 MHz, 2,3 GHz e 3,5 GHz colocadas à venda junto com o espectro de ondas de 26 GHz mm.

A implantação futura da tecnologia 5G no Brasil pode ter um impacto econômico de US $ 1,216 bilhão e um aumento de produtividade de US $ 3,08 bilhões, de acordo com um estudo anterior da Nokia e Omdia.

TIC, governo, manufatura, serviços, agricultura e varejo serão os setores mais afetados pela futura implantação do 5G no Brasil, concluiu o estudo.

As operadoras brasileiras TIM e Claro já lançaram ofertas 5G limitadas por meio da tecnologia DSS.

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *