Governo do Fed planeja iniciativa nigeriano-brasileira de US $ 100 bilhões sobre economia e segurança alimentar

Vice-presidente da Nigéria, Prof. Yemi Osinbajo

O vice-presidente Yemi Osinbajo disse que o governo federal em breve lançará o Programa de Desenvolvimento Bilateral do Imperativo Verde Nigéria-Brasil, de US $ 100 bilhões, projetado para sustentar a economia por meio da mecanização agrícola.

Ele afirmou que a iniciativa vai usar a tecnologia brasileira para o desenvolvimento da mecanização agrícola para tornar a agricultura um empreendimento digno para os nigerianos e, em última instância, aumentar a produção agrícola e aumentar a segurança alimentar.

Abrindo a Cimeira de Investimento da Diáspora Nigeriana de 2021 organizada pela Iniciativa da Cimeira da Diáspora Nigeriana em colaboração com os Nigerianos na Comissão da Diáspora em Abuja na terça-feira, Osinbajo explicou que a primeira fase do programa envolve a atribuição de mais de $ 200 milhões para a criação de cerca de 780 Centros de Serviços Agrícolas como pólos catalisadores por meio de treinamentos e troca de equipamentos.

A segunda fase, acrescentou, envolve a transferência de tecnologia do Brasil para a Nigéria por meio da comercialização de equipamentos agrícolas e insumos como tratores, semeadoras, semeadoras, fertilizantes e pesticidas.

O Vice-Presidente, que foi representado pelo Secretário de Governo da Federação, Boss Mustapha, declarou: “Outro programa em andamento projetado para transformar a agricultura e aumentar a produtividade na Nigéria é o Programa de Desenvolvimento Bilateral Green Imperative Nigéria-Brasil.

“Seu objetivo é sustentar a economia por meio do uso de tecnologia brasileira para o desenvolvimento da mecanização agrícola para tornar a agricultura um empreendimento digno para o povo nigeriano e, em última instância, aumentar a produção agrícola e aumentar a segurança alimentar.

“Esta solução para a Nigéria é a conexão da cadeia de valor agrícola por meio de um pacote de investimento de financiamento inicial de $ 100 bilhões estabelecido pelos governos do Brasil e da Nigéria para ser usado na melhoria da infraestrutura geral nas áreas rurais da Nigéria”.

De acordo com o vice-presidente, o principal objetivo é expandir a agricultura do país por meio de uma estreita colaboração entre as indústrias nigeriana e brasileira para a entrega e uso de tecnologia para melhorar as safras.

Dando as boas-vindas aos participantes da cúpula com o tema ‘Parceria da Diáspora e Vínculos para o Crescimento Econômico Pós-COVID’, o Presidente da NiDCOM, Abike Dabiri-Erewa, os exortou a explorar oportunidades econômicas na agricultura, TIC, imobiliário, alimentação e hospitalidade, petróleo e gás e outros setores da economia.

You May Also Like

About the Author: Jonas Belluci

"Viciado em Internet. Analista. Evangelista em bacon total. Estudante. Criador. Empreendedor. Leitor."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *