Grávida apedrejou a casa dos moradores após ouvir boatos de que seu coronavírus seria lançado on-line

Um técnico de som de 38 anos enviou uma queixa à Polícia Civil alegando que os moradores estavam apedrejando a casa da irmã grávida de 41 anos devido a circulação de áudio na cidade, que dizia que ela tinha coronavírus. A mulher Ele é residente de Águas Lindas de Goiás. Segundo o homem, houve uma “chuva de pedras” no telhado da residência.

“O áudio diz que tinha coronavírus e estava se espalhando por toda a cidade. Ele foi enviado por um funcionário do hospital, onde foi tratado por sintomas semelhantes aos da gripe. É perigoso jogar pedras na casa de alguém, ainda mais grávida. Não queria experimentar isso “, relata o técnico de som.
No áudio, uma mulher que diz estar de plantão relata que o irmão da mulher grávida voltou de uma viagem à Itália, teve um diagnóstico confirmado de Covid-19 e visitou sua irmã.

“Essa mulher está grávida de quatro meses e deve ter sido contaminada lá. O irmão dela estava na Itália e conseguiu vir aqui. No entanto, foi detectado. Eu sabia que ele tinha um coronavírus e ele entrou em casa “, diz o áudio.

O técnico de som afirma que ele viajou para o Paraná para trabalhar e não para a Itália. Ele afirma ter coletado amostras para o exame de coronavírus e aguarda o resultado.

Na semana passada, a gestante foi a um hospital da cidade com sintomas de gripe. Segundo o técnico de som, após frequentar a unidade de saúde, sua irmã foi encaminhada ao Hospital de Doenças Tropicais (HDT) de Goiânia, com suspeita de coronavírus, mas o resultado do teste para o novo vírus foi negativo. Ele recebeu um diagnóstico médico de pneumonia e voltou à cidade no mesmo dia.

Quando a mulher voltou para Águas Lindas de Goiás, houve apedrejamento. O relatório da polícia relata que a Polícia Militar estava em cena e conversou com a moradora, quando ela alegou que os vizinhos atiraram pedras na residência, mas a equipe não conseguiu identificar um possível criminoso.

You May Also Like

About the Author: Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *