Hóquei em patins: Benfica e Sporting empate na terceira jornada

Benfica e Sporting empataram (1-1), este sábado, no clássico de Lisboa da terceira jornada do Campeonato Nacional de Rink de Hóquei, que se pautou pelo equilíbrio entre dois candidatos ao título, que perderam a liderança.

Depois de um primeiro tempo sem gols, o Sporting colocou Alessandro Verona na frente com um pênalti aos 28 minutos, mas Lucas Ordoñez empatou para as ‘águias’ aos 35.

As duas equipas, que chegaram ao derby de Lisboa com duas vitórias nos dois primeiros dias, com destaque para o categórico triunfo dos ‘encarnados’ na recepção ao FC Porto (7-3), na jornada inaugural, somam agora sete pontos e viu a sua fuga no campeonato de Liderança do Óque de Barcelos e Valongo, únicas formações com apenas vitórias.

Embora tenha havido mais ação em torno da baliza do Sporting, foram os leões que tiveram as melhores oportunidades na primeira parte, a primeira numa dupla tentativa, aos 17 minutos, com remate de Pedro Gil e segundo de João Souto e , logo depois, aos 18, em cobrança de pênalti que Toni Pérez finalizou por cima do gol de Pedro Henriques.

As duas equipas procuraram o golo ainda antes do intervalo, mas o encontro entrou para a segunda parte sem golos, apesar do tom interessante e competitivo que impressionou tanto o Benfica como o Sporting.

O nulo foi rapidamente desfeito pelo Sporting, aos 28 minutos, através de um penalty assinalado por Alessandro Verona, punindo uma falta que mereceu protestos dos Reds. O italiano, novamente frente a frente com Pedro Henriques, poderia ter alargado para 33, mas, depois que o árbitro ordenou a repetição do penalty que saiu, a segunda tentativa teve o mesmo resultado.

A reacção do Benfica foi imediata, liderada pelo argentino Lucas Ordoñez, que, depois de ver Ângelo Girão lhe negar o golo antes mesmo do golo do Sporting, igualou o jogo aos 35 minutos, com um fantástico trabalho de ‘corrida’ no adversário e atire para o fundo da rede.

A mudança de rumo do Benfica poderia ter sido rápida e muito eficaz, não fosse Ângelo Girão, que defendeu a cobrança de falta de Valter Neves no mesmo minuto da eliminatória, mas foi o Sporting que ainda a festejou, aos 37, por apenas alguns centésimos de segundo, Matías Platero que o árbitro entendeu que ele não havia cruzado a linha do gol, depois de acertar o travessão.

Cartão de jogo:

Jogo no Pavilhão Fidelidade, em Lisboa

Benfica – Sporting, 1-1

No intervalo: 0-0

Tag:

0-1, Alessandro Verona, 28 minutos; 1-1, Lucas Ordoñez, 35

Sob a arbitragem de Miguel Guilherme e Luís Peixoto, as equipas foram alinhadas:

Benfica: Pedro Henriques, Valter Neves, Diogo Rafael, Carlos Nicolía e Lucas Ordoñez. Sergi Aragonès, Gonçalo Pinto, Eduard Lamas e Miguel Vieira também jogaram

Treinador: Alejandro Domínguez

Esportes: Ângelo Girão, Gonzalo Romero, Ferran Font, Alessandro Verona e Toni Pérez. Matías Platero, Pedro Gil, Telmo Pinto, João Souto e José Diogo também jogaram

Treinador: Paulo Freitas

Ação disciplinar: Nada a relatar.

Presença: jogo disputado a portas fechadas devido à pandemia covid-19

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *