IEM New York 2020: FURIA vence Liquid para as semifinais | cs: go

FURY permanece firme no caminho para o título IEM New York de Counter Strike Global Offensive. A Seleção Brasileira venceu, por sua vez, o duelo contra o Team Liquid nas quartas de final e avançou para a semifinal do Ranking Regional Principal (RMR).

O placar foi 2-1, com 19-22 no Inferno, 19-16 no Mirage e 16-13 no Vertigo.

Jogadores da FURIA antes da partida da Copa dos Campeões – Foto: Igor Bezborodov / StarLadder

Com o resultado, o FURIA enfrenta o Evil Geniuses às 16h de sexta-feira, em duelo válido pelas semifinais.

Derrotados, os Evil Geniuses jogam às 19h30 desta sexta-feira em duelo válido pela quinta colocação. O adversário será o perdedor do encontro entre New England Whalers e Team One.

A escolha do FURY, Inferno foi extremamente contestada e só acabou após duas extensões. Começando como CT, a Seleção Brasileira perdeu a pistola, mas se recuperou na força e abriu por 4-1. O líquido recuperou na primeira etapa e, após várias trocas, o FURIA fechou o primeiro tempo com vantagem por 8-7.

Três pontos imediatamente no segundo tempo deram tranquilidade aos brasileiros, mas o Liquid não desistiu. Keith “NAF” e seus companheiros responderam com quatro boas defesas e empataram o jogo 11-11. FURY finalmente conseguiu passar pelo guarda adversário, mas não empacotou; no final, tudo estava empatado em 15-15.

Apenas uma prorrogação não foi suficiente para mudar o jogo e as equipes empataram em 18-18. Na segunda prorrogação, porém, melhor para os americanos, que conseguiram fazer 22-19.

No Mirage, FURY teve um começo avassalador. Tal como o CT, a equipa “HEN1” de Henrique abriu 9-1 no marcador antes de ver a reacção do adversário. No final da primeira fase, o resultado era de 10-5 a favor do FURIA.

O bom desempenho, porém, não voltou após o intervalo. Um bom começo para o Liquid surpreendeu os americanos, colocando o placar em 11-10. FURY respondeu, mas foi incapaz de virar a mesa e viu os oponentes chegarem ao match point em 15-11. No banco, os brasileiros conquistaram os dois últimos pontos e forçaram mais uma prorrogação.

Encerrando a série sobre Vertigo, FURIA teve um recomeço avassalador. Assim como o CT, a Seleção Brasileira conquistou os seis primeiros pontos antes de sofrer o primeiro. Com a vitória da primeira rodada, o Liquid encontrou espaço no jogo e conseguiu reduzir significativamente a vantagem do FURIA, que era de 9-6 no final da primeira mão.

No segundo tempo, o Liquid começou de tudo, fazendo quatro rodadas e virando o jogo. O FURIA conseguiu girar na sequência, mas os americanos não desistiram e empataram 12-12. Os brasileiros conseguiram retomar o controle da partida somando mais três pontos seguidos e chegando ao match point. Depois de uma defesa líquida, os brasileiros fecharam o jogo em 16-13.

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado Castilho

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *