JBS do Brasil renova esforços de compliance

A gigante brasileira de frigoríficos JBS SA nomeou um novo diretor de compliance e anunciou a criação de um comitê com o objetivo de garantir um programa de compliance mais consistente em suas operações globais, medidas que vêm na esteira de acordos antitruste e de suborno.

A JBS disse na terça-feira que nomeou Michael Koenig como seu diretor de ética e conformidade, promovendo-o de seu cargo anterior como diretor de conformidade na Pilgrim’s Pride, subsidiária da JBS..

A empresa também anunciou a criação em junho de um comitê executivo global de conformidade com o objetivo de criar um programa de conformidade mais uniforme e consistente em todas as suas unidades, incluindo a Pilgrim’s. O comitê foi encarregado de “supervisionar as melhorias e melhorias contínuas no programa de conformidade”, disse a JBS.

Antes de trabalhar na Pilgrim’s, o Sr. Koenig passou mais de 20 anos como advogado de defesa e também trabalhou como promotor federal.

A JBS, frigorífico em expansão global com mais de 145.000 funcionários somente em sua base de operações brasileira, tem sido alvo de ações criminais e cíveis nos Estados Unidos nos últimos anos.

No ano passado, a Pilgrim’s Pride, com sede em Greeley, Colorado, se declarou culpada de fixação de preços em um tribunal federal em Denver e foi condenada a pagar uma multa de cerca de US$ 108 milhões. A Pilgrim’s também concordou em liquidar as reivindicações civis relacionadas.

Após essa declaração, a JBS USA Holdings Inc., outra unidade da JBS, contratou o ex-agente antitruste americano Kevin Arquit como seu diretor jurídico.

A JBS e sua controladora J&F Investimentos SA em 2020 chegaram a acordos sobre supostas violações da Lei de Práticas de Corrupção no Exterior.

A J&F admitiu pagar cerca de US$ 150 milhões em propinas a políticos brasileiros para garantir financiamento do governo para impulsionar uma ambiciosa onda de aquisições globais.

A Securities and Exchange Commission, uma das agências envolvidas nos negócios, disse que os subornos ajudaram a facilitar a compra da Pilgrim’s pela JBS em 2009. A Pilgrim’s é uma das maiores processadoras de frango nos EUA em vendas.

escrever para Richard Vanderford em [email protected]

Mais sobre Risco e Conformidade

Copyright ©2022 Dow Jones & Company, Inc. Todos os direitos reservados. 87990cbe856818d5eddac44c7b1cdeb8

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.