Legislador brasileiro de centro enfrentará aliado de Bolsonaro na disputa por casa

(Bloomberg) – O presidente cessante da câmara baixa, Rodrigo Maia, ungiu o líder de um dos maiores partidos de centro do país para enfrentar um aliado do presidente Jair Bolsonaro para o cargo mais alto na câmara baixa.

O deputado Luiz Felipe Baleia Tenuto Rossi, 48, empresário e presidente do Movimento Democrático Brasileiro, vai disputar as eleições de fevereiro para a presidência da Câmara com o apoio de 11 partidos que podem chegar a 281 votos, segundo estimativas do bloco. O grupo compreende uma ampla gama de ideologias, desde os comunistas ao Partido Social Liberal, sob cuja bandeira Bolsonaro disputou as eleições de 2018.

Embora proibido de concorrer, Maia lidera uma campanha para mitigar a influência de Bolsonaro na Câmara. O governo apóia outro candidato centrista, Arthur Lira, que lidera uma coalizão de cerca de 200 legisladores.

Leia mais: A decisão ‘surpresa’ do Supremo Tribunal Federal atrapalha a perspectiva da reforma

Os dois candidatos se aproximam dos partidos de esquerda que, com cerca de 130 legisladores na Câmara, são essenciais para qualquer candidato que busca os 257 votos necessários para vencer a eleição. A maioria dos partidos de esquerda se aliou ao bloco Maia, mas espera-se que dezenas de legisladores mudem de lado silenciosamente antes da votação, tornando difícil prever o resultado das eleições.

‘Livre e Independente’

O que está em jogo é o poder de controlar com eficácia a agenda legislativa na hora de decidir quais projetos serão votados e quando. Uma liderança independente do ramo executivo pode bloquear pelo menos parte da agenda conservadora do presidente. A maioria dos candidatos afirma apoiar a agenda de reforma econômica, que inclui uma reformulação do sistema tributário e outras medidas para cortar gastos.

“Queremos ter certeza de que a casa continuará livre e independente”, disse Rossi a repórteres após o anúncio.

Leia mais: Aliado de Bolsonaro busca promover reformas na Câmara dos Deputados

Filho de um ex-ministro da Agricultura, Rossi foi eleito vereador pela primeira vez aos 20 anos. Desde então, integra o Movimento Democrático Brasileiro, partido que sempre gravitou em torno do poder desde que o Brasil voltou à democracia na década de 1980. Rossi está em seu segundo mandato consecutivo como deputado federal do estado de São Paulo, o mais rica e populosa do país.

O Senado também elegerá seu presidente em fevereiro. Com uma dúzia de candidatos em potencial, a disputa está aberta na Câmara Alta.

© 2020 Bloomberg LP

You May Also Like

About the Author: Jonas Belluci

"Viciado em Internet. Analista. Evangelista em bacon total. Estudante. Criador. Empreendedor. Leitor."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *