Líder republicano Mitch McConnell parabeniza Biden pela vitória nas eleições dos EUA | Mundo

“O Colégio Eleitoral falou. Então, hoje eu quero parabenizar o presidente eleito Joe Biden ”, disse McConnell em um discurso ao Senado, após semanas se recusando a reconhecer a vitória de Biden e apoiar Donald Trump.

“Muitos de nós esperávamos que a eleição presidencial produzisse um resultado diferente”, disse o republicano. “Mas Nosso sistema de governo possui processos para determinar quem assumirá o cargo em 20 de janeiro.

Ele também parabenizou Kamala Harris referindo-se a ela como “vice-presidente eleita”. “Além de nossas diferenças, Todos os americanos podem se orgulhar de que nosso país tenha um vice-presidente escolhido pela primeira vez ”, disse McConnell.

Posteriormente, Biden disse que conversou com o senador republicano e que os dois concordaram em trabalhar juntos, apesar das diferenças políticas.

“Embora discordemos em muitas coisas, há questões nas quais podemos trabalhar juntos. Combinamos de nos encontrar em breve”, disse Biden.

McConnel resistiu em declarar a vitória de Biden, alinhando-se com o Tentativas de Donald Trump para tentar reverter o resultado.

“O presidente Trump tem 100% de direito de buscar alegações de irregularidades e considerar quais são suas opções legais”, disse McConnell no início de novembro.

O colégio eleitoral confirmou nesta segunda-feira (14) vitória de Biden nas eleições presidenciais dos Estados Unidos. A etapa foi mais um processo entre a votação de novembro e a posse do democrata como novo presidente, prevista para 20 de janeiro.

Na segunda-feira, os 538 delegados de 50 estados e do Distrito de Columbia designados para votar como resultado das eleições deram seus votos publicamente. PARA as cédulas serão enviadas até o dia 23 de dezembro para a capital Washington, onde serão formalmente recebidos e contados em cerimônia em janeiro no Congresso Americano.

Esses eleitores do Colégio Eleitoral são nomeados a partir da certificação de resultados eleitorais em cada estado, etapa que oficializou a contagem dos números. Todos os estados arquivaram os dados até a semana passada.

Com os 55 votos da Califórnia no início da tarde, Biden ultrapassou oficialmente 270 votos mínimos no Colégio Eleitoral ser eleito presidente. Nenhum delegado votou diferente do que havia sido indicado, ou seja, não houve “eleitores infiéis”.

Com isso, o democrata confirmou 306 delegados no Colégio Eleitoral, contra 232 do republicano Donald Trump, atual presidente e derrotado em disputa de reeleição. Considerando o voto popular, Biden teve 81,3 milhões de votos (51,3%) contra 74,2 milhões de Trump (46,8%).

VÍDEOS mais vistos da semana

You May Also Like

About the Author: Edson Moreira

"Zombieaholic. Amadores de comida amadora. Estudioso de cerveja. Especialista em extremo twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *