Lojas Iges-DF já trataram 6.000 pacientes com suspeita de dengue

JBr.

As tendas para atendimento de casos de dengue, inauguradas em fevereiro nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM), já receberam 5.686 pacientes, dos quais 2.499 foram confirmados como caso dengue.

As estruturas criadas pelo Instituto de Saúde (Iges-DF) abrangem as regiões de Ceilândia, Sobradinho, Núcleo Bandeirante, Recanto das Emas, Samambaia, São Sebastião e Santa Maria.

Até o momento, a barraca com o maior número de casos confirmados era Ceilândia, com 998. Depois, há Sobradinho, com 330 confirmações. No total, as barracas da UPA atendiam 5.287 pessoas, com 2.347 confirmações.

No Hospital Regional de Santa María, onde a loja está em operação desde 10 de março, o número de casos confirmados até esta terça-feira era de 152, com 399 pacientes atendidos.

Segundo o vice-presidente do Iges-DF, Sérgio Costa, as tendas deram um apoio substancial para atender a população. “Com a instalação das estruturas, fomos capazes de transferir o atendimento desses casos específicos para continuar recebendo pacientes normalmente com indicação de UPA”, diz ele.

“Nesse momento pandêmico do novo coronavírus, podemos ver o quanto o Iges-DF tem trabalhado proativamente para tornar o fluxo de atendimento o mais suave possível”, diz ele.

Serviço ao cliente

Cada uma das tendas possui uma estrutura de 50 metros quadrados, onde há uma sala de projeção, consultório médico, cadeiras para hidratação venosa e um sistema de ar condicionado.

Nos locais, é possível o diagnóstico clínico, testes rápidos e exames laboratoriais.

As instalações contam com uma equipe de médicos, técnicos de enfermagem, enfermeiros, técnicos de laboratório, analistas de laboratório, assistentes e assistentes de serviços gerais para realizar a limpeza.

Está aberto das 7 às 19 horas todos os dias e, se necessário, o horário pode ser estendido para 24 horas por dia.

Com informações da Agência Brasília

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *