Lojas Renner afirma que a compra da Repassa impulsionará os esforços ESG, mas não resultará

Por Jeffrey T. Lewis

SÃO PAULO – O recente acordo da varejista brasileira de roupas Lojas Renner SA para adquirir a plataforma online de vendas de roupas usadas Repassa irá impulsionar os esforços contínuos da Renner para melhorar seu impacto ambiental, mas o novo negócio não adicionará muito aos resultados financeiros, segundo o chefe . Diretor Executivo Fabio Faccio.

A Lojas Renner anunciou o negócio na semana passada, mas a empresa ainda está fazendo as devidas diligências e não pode divulgar informações financeiras sobre a compra, disse Faccio. A Repassa é uma empresa relativamente nova e a adesão ao ecossistema Renner não terá um “impacto de escala significativo” no que diz respeito aos ganhos, disse o CEO.

O Repassa é uma “operação pequena em relação à Renner. Mas está totalmente alinhada aos nossos objetivos e nos dá uma outra opção, outro serviço, que é a revenda online”, afirmou. “Já tem crescido a um ritmo significativo e, quando o adicionarmos ao nosso negócio, esperamos um crescimento ainda mais rápido.”

A Lojas Renner trabalha há anos para ser mais ecológica, reduzindo a quantidade de água e produtos químicos que usa, entre outras coisas, e os negócios da Repassa vão contribuir para esse esforço, prolongando a vida das roupas, disse Faccio. A plataforma Repassa permite que as pessoas vendam roupas, sapatos e acessórios usados ​​independentemente da marca.

Antes mesmo da compra planejada, que a Renner espera ser concluída em 30-40 dias, os produtos da Renner foram os mais vendidos na plataforma, disse Faccio. A Repassa continuará vendendo outras marcas depois que a compra for concluída, e o CEO disse que não teme que a venda de roupas usadas possa canibalizar as vendas da Renner.

“Os clientes irão ao site e serão levados ao nosso ecossistema, onde verão itens novos e usados. Isso atrairá uma clientela maior e poderemos oferecer a eles uma gama mais ampla de serviços e produtos.” Disse o Sr. Faccio.

A Lojas Renner arrecadou cerca de 4 bilhões de reais, equivalentes a US $ 767 milhões, por meio de uma venda de ações subsequente no início deste ano, e a empresa vai usar parte desse dinheiro para comprar Repassa, disse Faccio. A Renner usará outra parte da pilha de caixa para continuar seu trabalho de aumentar a eficiência, digitalizar ainda mais sua operação e impulsionar o crescimento orgânico, disse a empresa.

A empresa também continua buscando mais oportunidades de aquisição, segundo o CEO. As duas principais áreas de possíveis compras são negócios que vão ampliar o leque de bens e serviços da Renner e empresas ligadas a logística e tecnologia, disse.

“Estamos analisando algumas opções e quando fizerem sentido para nós e nossos clientes”, a empresa entrará em ação, disse Faccio.

As vendas da Renner, como muitos outros varejistas de roupas, caíram drasticamente no início da pandemia do coronavírus, depois começaram a crescer novamente à medida que os clientes se ajustavam às compras online e a economia começava a se recuperar.

As vendas têm sido fortes desde meados de abril, à medida que as medidas de distanciamento social relaxaram e melhoraram ainda mais nos meses seguintes, à medida que os programas de vacinação do Brasil também avançaram. Essa tendência deve continuar até o final deste ano, disse Faccio.

“É um bom momento. As pessoas podem sair mais, então estão comprando mais e estamos tendo melhores vendas agora do que antes da pandemia”, disse ele.

Escreva para Jeffrey T. Lewis em [email protected]

You May Also Like

About the Author: Jonas Belluci

"Viciado em Internet. Analista. Evangelista em bacon total. Estudante. Criador. Empreendedor. Leitor."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *