Lula do Brasil inspira esperança e contenção – A Organização para a Paz Mundial

O favorito à presidência do Brasil e ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, indicado que, se eleito na próxima votação em outubro, ele revisará o paralisado acordo de livre comércio entre a União Européia e o Mercosul para tratar das preocupações com a proteção do meio ambiente, direitos humanos e tecnologia.

Formalmente elaborado em junho de 2019, após 20 anos de negociações, a UE e o Mercosul, bloco comercial sul-americano, chegaram a um acordo de princípio. No entanto, o acordo, que criaria a maior área de livre comércio do mundo, não foi ratificado. preocupações que o governo brasileiro sob o atual presidente Jair Bolsonaro não apenas deixará de abordar sérias preocupações climáticas e de desmatamento, mas também as exacerbará, a confiança na Europa de que esse acordo será colocado em prática diminuiu.

Em declarações à Reuters, a eurodeputada Anna Cavazzini sustenta que “com Bolsonaro no governo não pode haver acordo com o Mercosul, isso é muito claro”.

A recente declaração de Cavazzini ecoa os sentimentos expressos quase dois anos antes em 2020 pelo diplomata espanhol e embaixador da UE no Brasil, Ignacio Ybáñez Rubio. Rubio disse à Euractiv que a UE “tem expressado [their] preocupação (sobre questões ambientais) ao governo brasileiro há algum tempo”. Ele revelou que o vice-presidente executivo da UE, Valdis Dombrovskis, “já disse que, a menos que restauremos a confiança no governo brasileiro nesse momento, será muito difícil avançar”.

As eleições de outubro no Brasil podem representar uma oportunidade para restaurar essa confiança com a eleição de um novo presidente. Atualmente, Lula lidera seu oponente de extrema-direita, Bolsonaro, por 19 pontos. de acordo com uma pesquisa realizada pelo Datafolha, que deixa espaço para expectativas razoáveis ​​de que a mudança está no horizonte. Com Bolsonaro, que é responsável acelerar o desmatamento da floresta amazônica em direção a danos irreversíveis: derrubadas, as esperanças de um acordo UE-Mercosul plenamente realizado são viáveis. No entanto, para que isso seja possível, Lula terá primeiro que superar uma série de importantes desafios.

Em primeiro lugar, Lula terá que vencer. Embora Lula reivindique uma enorme vantagem sobre Bolsonaro, este conseguiu estreito a diferença em mais de 20 pontos percentuais. A diferença pode continuar a diminuir se a economia tiver um desempenho melhor do que o esperado ou se a inflação diminuir.

Além disso, Lula terá que agir com mais cuidado para conquistar os principais dados demográficos após vários erros; ele também não é uma figura incontestável. Nos últimos diálogo, Lula foi acusado de insultar a polícia, chamar a elite brasileira de “proprietários de escravos”, criticar os brasileiros de renda média por seu estilo de vida, perder o apoio dos eleitores de baixa renda e provocar tensões com os evangélicos por comentários a favor do aborto.

Finalmente, Lula terá que inspirar a unidade. O Brasil está mais polarizado do que nunca e medos de insurreição estão maduros. Bolsonaro alimentou temores de interferência no processo eleitoral ao lançar dúvidas sobre o sistema de votação e ameaçar rejeitar uma eleição perdida. Consequentemente, as suspeitas em relação à autoridade moral de Lula, após uma cancelado lavagem de dinheiro e condenação por corrupção — ameaçam dividir ainda mais uma população já atormentada por temores de má conduta.

em um declaração Vera Carvalho, 59, professora do Rio, disse à Reuters que se acontecer um golpe, será porque a esquerda tentou instalar um presidente corrupto. Ele acrescentou que “Lula precisa voltar para a cadeia. Ele é um verme.

Em última análise, as apostas são altas nas próximas eleições no Brasil. A renegociação das cláusulas do acordo UE-Mercosul só é potencialmente viável sob um novo governo. Se Lula não conseguir garantir a presidência e unir o país, ratificar esse pacto pode ser o menor dos problemas do Brasil.

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.