Lula quer voltar ao poder, mas não depende só dele – MercoPress

Brasil: Lula quer voltar ao poder, mas não depende só dele

Segunda-feira, 22 de novembro de 2021 – 09:50 UTC


?? Estou trabalhando para ser um candidato? Lula disse

O ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva explicou em entrevista publicada no fim de semana que quer voltar ao poder “para que as pessoas comam três vezes ao dia”.

Lula também disse ao jornal espanhol O país que queria que o Brasil recuperasse o prestígio que já teve e afirmou que o atual presidente Jair Bolsonaro “não entende a alma” dos brasileiros.

“Quando deixei a Presidência em 2010, o Brasil estava em uma situação de crescimento econômico e respeitabilidade. Hoje está falido (…) E a fome que tinha acabado no Brasil em 2014 voltou com muita força. O Brasil foi um protagonista internacional e tudo foi desmontado, ?? Lula explicou.

Apesar de todas as suas palavras, o ex-chefe de Estado insiste que ainda não lançou a sua candidatura, sobre a qual deve ser tomada uma decisão entre fevereiro e março porque há muito por decidir. No entanto, ele admitiu: “Estou trabalhando para ser candidato”.

?? Mas não depende de uma vontade pessoal, não depende de mim. Tenho que construir um programa para o Brasil com outras pessoas e com outras partes. Tenho que fazer aliança, porque o importante não é só ganhar as eleições, é poder governar, ?? Ele explicou.

?? Se eu voltar para a Presidência, não posso fazer menos do que fiz. É por isso que tenho medo. Não posso voltar e não fazer nada para que o Brasil se recupere; Eu não posso falhar, ?? contínuo.

Lula disse ainda que o presidente Jair Bolsonaro “é um mentiroso, não entende de economia, não entende os problemas sociais”. e ele advertiu que o radicalismo de direita ou fascismo estavam “cada vez mais agressivos e crescendo em vários lugares”.

Questionado sobre sua prisão por corrupção, Lula ressaltou que “ninguém pode querer governar para se vingar”. Mas sobre as recentes eleições na Nicarágua que a comunidade internacional considerou fraudadas, Lula disse que “Não posso julgar o que aconteceu na Nicarágua. Se (o presidente Daniel) Ortega impede os líderes da oposição de se candidatarem, como fizeram contra mim, ele está completamente errado.

Lula também abordou a situação cubana: Quem decide a liberdade de Cuba senão o povo cubano? O problema da democracia em Cuba não se resolverá instigando oponentes a criar problemas para o governo. Será conquistado quando o bloqueio dos Estados Unidos? termina.

Lula esteve em Madri na última sexta-feira, onde se encontrou com o primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez na última etapa de sua viagem pela Europa, durante a qual se reuniu com diversos líderes políticos, como o presidente francês Emmanuel Macron e o futuro chanceler alemão Olaf Scholz.

Lula e Sánchez comentaram “o papel que Espanha e Brasil podem ter para a consolidação do desenvolvimento da América Latina, com governos solidários e democráticos”, segundo nota da assessoria de imprensa de Lula.

You May Also Like

About the Author: Jonas Belluci

"Viciado em Internet. Analista. Evangelista em bacon total. Estudante. Criador. Empreendedor. Leitor."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *