Maha ordena uma quarentena de 7 dias para chegadas internacionais de países em risco; Brasil confirma os 2 primeiros casos de Omicron

primeiros dois casos no Brasil. Na semana desde que a África do Sul relatou a nova cepa do vírus à Organização Mundial de Saúde, dezenas de países ao redor do mundo responderam com restrições de viagens, a maioria visando nações do sul da África, mas o Departamento de Saúde da Organização Mundial alertou na terça-feira, como Canadá expandiu suas restrições. para incluir também o Egito e a Nigéria, essa proibição “geral” de viagens corre o risco de fazer mais mal do que bem.

O governo de Maharashtra ordenou um isolamento residencial de 7 dias para todos os que tiveram resultado negativo na chegada. Isso se soma à quarentena institucional obrigatória de 7 dias para aqueles que chegam de ‘nações em risco’.

Passageiros internacionais que chegam de países “em risco” serão desembarcados com prioridade e balcões separados serão organizados para verificação. Todos esses passageiros passarão por uma quarentena institucional obrigatória de 7 dias e um teste de RT-PCR que será realizado nos dias 2, 4 e 7 para eles. Se algum dos testes for positivo, o passageiro será transferido para um hospital. Caso todos os testes sejam negativos, os passageiros devem passar por mais 7 dias de quarentena domiciliar.

As nações atualmente na lista de ‘em risco’ da Índia são países europeus, incluindo Reino Unido, África do Sul, Brasil, Botswana, China, Maurício, Nova Zelândia, Zimbábue, Cingapura, Hong Kong e Israel.

A reabertura de escolas em vários distritos de Maharashtra foi adiada devido ao susto do desvio da Omicron. A Pune Municipal Corporation anunciou terça-feira que vai adiar a reabertura das escolas para as classes 1-7 até 15 de dezembro. O comissário municipal de Nagpur, Radhakrishnan B, disse que as escolas não abrirão para as aulas de 1 a 7 até 10 de dezembro. será revisto e uma decisão será tomada em conformidade, disse ele.

Autoridades de saúde no Brasil relataram os primeiros casos confirmados da variante ômicron no país em dois viajantes que retornavam da África do Sul, os primeiros na América Latina. O secretário de saúde do estado de São Paulo disse que um homem de 41 anos e uma mulher de 37 estão isolados. Eles foram testados em 25 de novembro e mostraram sintomas leves da doença na época.

Os vulneráveis ​​não vacinados devem adiar a viagem para áreas com transmissão comunitária, disse a Organização Mundial de Saúde na terça-feira.

Leia tudo Últimas notícias, Notícias de Última Hora e Notícias do coronavírus aqui.

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *