Maia, no adiamento das eleições municipais: hora de focar na crise

JBr.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), não concordou no domingo 22 com a necessidade imediata de discutir o adiamento das eleições municipais, previstas para outubro. Para ele, o debate deve ser adiado, devido à necessidade de enfrentar a pandemia da covid-19 e a conseqüente crise econômica e de saúde no país.

“É hora de se concentrar em enfrentar a crise”, disse Maia ao jornal O Estado de S. Paulo. “Nós cuidaremos do combate ao vírus”

O prefeito disse que entende que não haverá necessidade de adiar a eleição de prefeitos e vereadores, se as projeções de seu associado, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, estiverem corretas. O ministro previu um aumento de infecções em abril, maio e junho, seguido de uma estabilização em julho e agosto e uma queda na curva em setembro.

“Se a projeção da curva de poluição do ministro Mandetta estiver correta, não haverá necessidade de adiar as eleições”, afirmou Maia.

O deputado lembrou ainda que o ministro Luís Roberto Barroso, que será presidente do Tribunal Superior Eleitoral a partir de maio, manifestou sua oposição à idéia.

Status do conteúdo

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.