Mais de 250.000 famílias rurais brasileiras saíram da pobreza em 2016-2022 graças ao apoio do FIDA

Projetos financiados pelo Fundo Internacional das Nações Unidas para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA) ajudaram cerca de 257.000 famílias rurais a superar a pobreza no Brasil entre 2016 e 2022, segundo relatório sobre a implementação da estratégia de país (ou COSOP). do FIDA para o Brasil em 2016 -2022. , que foi apresentado hoje ao governo brasileiro em Brasília.

Nesse período, e graças à capacidade do FIDA de envolver vários cofinanciadores nacionais, os seis projetos de desenvolvimento rural apoiados pelo Fundo investiram um total de US$ 453 milhões, dos quais US$ 141 milhões vieram do FIDA, o que significa que para cada dólar investido no Brasil, O FIDA mobilizou mais dois dólares para promover o desenvolvimento rural nas áreas rurais mais pobres do país.

“O Brasil é nosso maior programa de país na América Latina e no Caribe, não apenas pelo tamanho do país e sua economia, mas também pelo círculo virtuoso que criou ao dar ao governo alta prioridade ao desenvolvimento rural e ao excelente desempenho de projetos”, disse Rossana Polastri, Diretora Regional do FIDA para a América Latina e o Caribe. “Isso foi possível graças ao forte compromisso das autoridades federais e estaduais com a agricultura familiar como forma de as populações rurais pobres saírem da pobreza e o apoio da equipe de país do FIDA para o Brasil.”

As realizações dos projetos foram notáveis. A taxa de pobreza entre as famílias participantes foi reduzida de 50% para 36%, um impacto impressionante, principalmente considerando a forte estiagem que afetou o semiárido nordestino nos últimos anos e os efeitos da pandemia de COVID-19. O Relatório de Revisão do COSOP considera que a implementação da estratégia foi relevante e eficaz.

A análise oferece esperança em um momento difícil no caminho para a eliminação da pobreza no Brasil. Após uma queda nas taxas de pobreza e extrema pobreza durante os anos 2003-2014 de 41,7% para 17,7%, essa tendência foi revertida nos últimos anos, elevando a taxa nacional de pobreza para 19,4% em 2019, segundo a OCDE. s Levantamento Econômico do Brasil (dezembro de 2020).

Embora o Brasil seja a maior economia da América Latina e do Caribe, o país enfrenta uma desigualdade persistente, com grandes bolsões de pobreza em todo o país, mas especialmente no Nordeste, onde vivem quase 60% dos brasileiros que vivem em extrema pobreza.

O semiárido nordestino conhecido como sertão tem sido o foco das intervenções apoiadas pelo FIDA. No entanto, o Fundo identificou outras regiões com altas proporções de pessoas vivendo na pobreza e também com índices críticos de insegurança alimentar. O mais recente projeto apoiado pelo FIDA, o Projeto de Gestão Sustentável da Amazônia (PAGES), foi desenvolvido para reduzir a pobreza rural e ao mesmo tempo reduzir o desmatamento e a degradação ambiental naquela região. O PAGES começará em breve a ser implementado na região amazônica do estado do Maranhão.

A Estratégia do FIDA para o Brasil 2016-2022 definiu três objetivos principais: melhorar a produção agrícola e o acesso dos agricultores familiares aos mercados para contribuir com a segurança alimentar e nutricional do país; aprimorar as políticas públicas e programas voltados à agricultura familiar; e fortalecer a capacidade de instituições governamentais e organizações rurais para implementar políticas e programas.

Dos seis projetos de investimento implementados no Nordeste, três foram concluídos recentemente e o PAGES estará em pleno funcionamento em setembro deste ano. Outros cinco projetos estão em fase de concepção e conceituação.

Os COSOPs do FIDA são estratégias de médio prazo que identificam os principais objetivos e resultados de desenvolvimento que o FIDA pretende alcançar em cada país em particular. Desenvolvidos em conjunto com os governos nacionais, os COSOPs são baseados nas metas de desenvolvimento dos países e nas estratégias de redução da pobreza rural.

O relatório, elaborado pela Divisão da América Latina e Caribe, incorporará as contribuições do Governo do Brasil e servirá de base para a elaboração da nova estratégia para o país no próximo ano.

You May Also Like

About the Author: Jonas Belluci

"Viciado em Internet. Analista. Evangelista em bacon total. Estudante. Criador. Empreendedor. Leitor."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.