Manifestantes na Europa protestam contra novas medidas de isolamento | Mundo

Cidades de países europeus registradas protestos neste sábado (24) contra medidas de isolamento adotado pelos governos locais para conter o recente aumento nos casos de coronavírus recente não continente.

Governos europeus optam por medidas localizadas para conter o coronavírus

Em Londres, os manifestantes se aglomeraram no Palácio de Buckingham e caminharam em direção a Trafalgar Square, uma das principais praças da capital britânica. Houve confusão e pelo menos 18 pessoas foram presas, de acordo com a estação BBC.

Vestido de Donald Trump, manifestante cumprimenta policial em Londres em protesto contra medidas de isolamento no sábado (24) – Foto: Henry Nicholls / Reuters

A Reino Unido adotou novas medidas para conter a Covid-19: Cidades com níveis de alerta mais elevados, como Manchester, estão bares fechados e proibição de reuniões de vizinhos de casas diferentes. Desde o início da pandemia, o país registrou mais de 854 mil casos da doença.

A situação também é crítica em Itália, que vem registrando registros diários sobre o número de novos casos de coronavírus. E ainda houve manifestações do país contra as medidas restritivas reimpostas em algumas regiões.

Manifestantes protestam neste sábado (24) em Roma, Itália, contra as restrições impostas pelos governos locais ao coronavírus – Foto: Mauro Scrobogna / LaPresse via AP

Os manifestantes marcharam em Roma contra a decisão do governo de entregar aos líderes regionais se deve ou não impor bloqueios ou outras medidas.

Em Nápoles, pela segunda noite consecutiva, houve tumultos e confrontos entre a polícia e os manifestantes, protestando contra o toque de recolher imposto na região da Campânia a partir de sexta-feira.

Presidente polonês com Covid

Manifestantes contra as medidas de isolamento e o confronto policial em Varsóvia, na Polônia, no sábado (24) – Foto: Czarek Sokolowski / AP Photo

Outro país que registrou protestos neste sábado foi o Polônia, onde uma segunda onda da epidemia muito pior do que a primeira levou o governo a adotar o bloqueio. Neste sábado, o presidente polonês Andrzej Duda revelou que está com a Covid-19, mas que vai bem.

Andrzej Duda, presidente da Polônia, em uma foto de 28 de junho – Foto: Beata Zawrzal / AP Photo

Nas ruas de Varsóvia, os manifestantes pediram a reabertura das atividades econômicas. Houve prisões e confrontos com a polícia. A Polônia, somente neste sábado, registrou 179 novas mortes por coronavírus, o maior valor diário desde o início da pandemia.

Manifestantes e policiais se enfrentam em Varsóvia, na Polônia, no sábado (24) – Foto: Czarek Sokolowski / AP Photo

VÍDEOS mais vistos do G1 nos últimos 7 dias

You May Also Like

About the Author: Edson Moreira Bezerra

"Zombieaholic. Amadores de comida amadora. Estudioso de cerveja. Especialista em extremo twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *