Mavic Mini, o melhor e mais compacto drone DJI para iniciantes de vôo | Revisão / Revisão

Em algum momento de sua vida, você deve ter sentido vontade de ver o mundo do céu, como um pássaro. Mas como essa é uma tarefa impossível para nós, humanos, os drones estão lá para nos dar uma idéia da vista aérea.

Um deles é o Mavic Mini, um dos modelos mais compactos e completos já lançado pela DJI. Desembarcou no Brasil em novembro do ano passado, e agora o TudoCelular testou a edição Fly More Combo para mostrar quais são os destaques deste produto.

Desembalagem

Não perca a conta, hein? O case do DJI drone vem com cerca de 20 itens no total. Além do Mavic Mini, você encontrará um controlador, uma caixa com três baterias, um carregador, um cabo e dicas para conectar o telefone ao joystick. Mas tenha certeza de problemas de compatibilidade. Ele vem com opções micro-USB e USB Type-C, se o seu smartphone for Android e Lightning, para iPhone.

O fabricante também estava preocupado com possíveis reparos necessários ao longo do tempo. Você encontrará três conjuntos de hélices de substituição, analógicas para controle e chave de fenda. Ah, e não podemos esquecer os protetores de hélice em 360 graus.

Visual


O design do Mavic Mini não é nada mais sofisticado. É todo coberto de plástico, para facilitar sua leveza. E, a propósito, eles são apenas 249 gramas de peso para o drone. A DJI já criou o produto projetado para voar para qualquer lugar e com segurança, mas sem ser afetado pelos ventos.

Outro ponto a ser observado é sua aparência compacta. Quando você ainda olha na caixa, nem parece um zangão. Principalmente porque suas hélices são colocadas em hastes flexíveis dentro de seu corpo.

Você notará que não há um revestimento mais robusto no Mavic Mini, como nos modelos mais caros da mesma marca. Aqui, você não encontrará mais sensores adicionais. Há apenas um, e está sob o drone. A principal função é mapear a localização dos vôos e quando estiver próximo ao solo.


Bateria


Este é um motivo de atenção para quem usa o drone. A bateria tem uma capacidade de 2.400 mAh com autonomia de 30 minutos na fábrica. Mas esse tempo pode variar de acordo com o uso.

Observe que quanto mais o drone “lutar” em um vôo, mais ele consumirá bateria. Então você deve se perguntar: mas qual seria esse esforço? Poderia ser um vôo de maior altitude, por exemplo. Ou até quanto tempo a câmera do dispositivo usa. Portanto, é importante que você esteja sempre conectado na tela do telefone, no aplicativo da marca, para saber a porcentagem da bateria.


Ainda assim, a DJI inseriu três baterias na caixa, para que você possa trocar quando estiver vazio e ter uma experiência melhor, sem ter que esperar por uma carga completa. A propósito, todos os três são embalados com um carregador que pode acomodá-los todos ao mesmo tempo. Mas o processo alterna: um de cada vez. Portanto, você pode retirar o primeiro a usar assim que estiver cheio.

E há outro segredo lá. Se você estiver em um local sem plugues próximos e seu telefone celular ficar sem bateria, você pode usar o carregador com os três equipados como banco de potência.


Controle remoto e vôo


Chegamos à parte mais interessante e esperada deste vídeo: o voo.

Você se lembra que conversamos sobre a abertura das hélices? No próprio drone, você encontrará a ordem em que eles serão desbloqueados.

A câmera deve estar livre. A proteção de 360 ​​graus também deve ser colocada com cuidado e manter as hélices sempre dentro de onde elas terão espaço e segurança para girar. É importante observar que o drone reconhece quando possui essa proteção e limita a altura do vôo; portanto, se você quiser ir mais longe, deve poder voar sem esse acessório.



No controle remoto, além das antenas, indicadores de bateria, braços e conexão para o smartphone, podemos dizer que o controle remoto possui pelo menos seis funções que você deve usar constantemente em vôo.

Existem dois comandos analógicos no topo. Com o da esquerda, você decola ou pousa e direciona o drone; com o da direita, você faz os avanços desejados, seja para frente, para o lado, etc. Há um botão para decolagem automática, quando o GPS está configurado corretamente, permite que você pressione-o para pousar autonomamente. E, finalmente, os botões para controlar a câmera. Há um gatilho de cada lado para capturar uma foto ou vídeo, além de controlar a posição da câmera.

DJI Fly

E assim vamos a outro ponto essencial da sua experiência: o aplicativo DJI Fly. Está disponível para Android e iOS e possui várias funções extremamente importantes. Uma é conectar o drone ao seu telefone celular, quando o dispositivo estiver conectado ao controle remoto.

Através do aplicativo, você poderá atualizar o software do drone e configurar outras situações importantes, como a altitude máxima de vôo, o limite de distância que o drone pode ficar de onde você o deixou e a altitude do voo de retorno automático. Esse recurso é importante para impedir que o drone retorne diretamente a lugares com um obstáculo no caminho.


DJI Fly

Desenvolvedor: DJI TECHNOLOGY CO., LTD

Livre

Tamanho: varia de acordo com o sistema

Recursos da câmera


O DJI Fly também permite controlar a câmera no drone. E aqui está uma das melhores características. Existem três modos no aplicativo. Uma é tirar fotos normais do que você vê ao seu redor, usando o botão do software ou o gatilho do controle físico.

O segundo modo é o modo de vídeo, que também pode ser ativado. E há duas resoluções compatíveis. Full HD em até 60 quadros por segundo para imagens mais suaves. E 2,7K, para que você tenha uma imagem com mais definição, mas limitada a apenas 30 qps.

Apesar de não ter 4K, a qualidade da gravação não decepciona e você pode fazer gravações impressionantes de onde estiver, além de lhe dar a sensação de ver como é ver o mundo de cima, é claro.


O terceiro modo, mais elaborado e denominado QuickShot, permite que o drone sobrevoe você de forma totalmente autônoma, para capturar imagens de você de cima em fotos cinematográficas. Existem até quatro opções de voo automáticas.

  • Dronie: que dispara enquanto move o drone de um lado para o outro.
  • O voo do foguete faz uma gravação com o drone subindo em linha reta enquanto ajusta a câmera para baixo até capturar toda a cena de cima.
  • Também temos o modo de órbita, que permite capturar enquanto o drone realiza um voo de 360 ​​graus, sempre com foco no objeto selecionado.
  • E, finalmente, temos o voo Helix, que se parece com o modo de órbita, exceto que, além de girar o objeto focado, o drone também está aumentando sua altura para adicionar um toque extra às imagens.

Aqui vale a pena fazer uma observação importante. Por ter apenas um sensor, o Mavic Mini não era suportado em voos autônomos após um objeto, pois existe o risco de colidir com obstáculos que a falta de sensores adicionais ajudaria a desviar. Portanto, tenha cuidado, mesmo nos modos mostrados nesta revisão, tente sempre observar se não há obstáculos, pois isso não irá parar durante o processo de captura.

Pensamentos finais


O Mavic Mini cumpre sua proposta de ser um drone para uso diário. A DJI estava certa ao deixar o modelo de construção simples e fácil de configurar para voar. Isso significa que essa é uma boa opção, mesmo que você nunca tenha tido contato com esse produto antes.

Outro fator que merece destaque é a qualidade da câmera. Embora não suporte a resolução 4K, ele faz o trabalho de gravar bem diferentes momentos. Este será sem dúvida um dos seus principais usos.

O acabamento mais simples não afeta a experiência. Ao contrário. Ajuda o drone a ser mais leve e, portanto, não ter grandes problemas de segurança.



DJI Mavic Mini pesa 249g para ser um drone globalmente seguro | Entrevista por telefone da AllCell


Lançamentos
13 de novembro


O mais leve de todos! DJI anuncia o mini drone Mavic com 249 gramas e capaz de gravar em 2K


Lançamentos
30 fora

Vale a pena?

Como é considerado um drone de nível básico, tem um preço mais baixo do que outros modelos DJI. Você pode encontrar o Mavic Mini por valores próximos a R $ 4 mil. Um Mavic Air 2, por exemplo, será encontrado por mais que o dobro dessa quantidade.

Se você quiser um drone apenas para fins recreativos, poderá encontrar opções mais baratas em outras marcas. Mas se você estiver interessado em um produto DJI, saiba que você terá um produto de alta capacidade no Mavic Mini e pronto para qualquer reparo que precise ser feito, a um preço mais baixo do que os outros modelos da empresa.

O que você achou do novo drone compacto DJI? Você compraria ou já tem uma unidade para se divertir? Não se esqueça de interagir no espaço para comentários.

You May Also Like

About the Author: Manoel Menezes Kimura

"Analista hardcore. Viciado em Twitter. Comunicador. Jogador sutilmente encantador. Fã de bacon. Fanático por álcool irritantemente humilde."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *