Messi não reaparece em Barcelona, ​​e uma batalha judicial promete esquentar uma novela; entender | Futebol espanhol

Lionel Messi quer sair unilateralmente, sem pagar a multa de demissão de 700 milhões de euros (R $ 4,5 bilhões), conforme explicado em um burofax enviado a Barcelona na terça-feira passada. Nesse documento, ele adere a uma cláusula em que teria até 10 dias após o final da temporada para deixar a seleção catalã.

Nesse caso, como a temporada só terminou no dia 23 de agosto (final da Liga dos Campeões) devido à pandemia do coronavírus, Messi tem o direito de se retirar do clube. O Barça não entende dessa forma. Ele afirma que essa cláusula do contrato já está vencida, de acordo com o calendário oficial para o final da temporada (31 de maio).

La Liga, que administra a liga espanhola, emitiu um comunicado ratificando o pensamento do Barcelona, ​​dizendo que Messi ele só vai dar o certificado de transferência para o ás se ele pagar a multa.

Segundo o jornal “Sport”, o Barcelona estuda como processar judicialmente Lionel Messi pelas ausências de domingo e segunda-feira. No entanto, o presidente Josep Maria Bartomeu quer falar com Jorge Messi, pai e agente do jogador, antes de tomar qualquer atitude.

Lionel Messi diz ao Barcelona que quer deixar o clube

O romance deve parar no tribunal

Segundo diversos meios de comunicação, o desejo de Messi é mudar-se para o Manchester City. A equipa de Pep Guardiola, incluída, já tinha um contrato em jogo. Segundo o jornal “Olé”, a ideia seria pagar ao astro cerca de 100 milhões de euros por ano (R $ 642 milhões) por um contrato de cinco anos, dos quais três seriam cumpridos na Inglaterra e outros dois em Nova York, um subsidiária. clube nos Estados Unidos.

Mas para que esta proposta se concretizasse, Messi teria que deixar o Barcelona de graça. E como será difícil para ele se livrar do Barcelona de forma amistosa, o argentino tem alguns pontos para a batalha jurídica que se avizinha no horizonte:

  • Considera que a cláusula de rescisão ainda estava em vigor no momento do envio do burofax (25 de agosto);
  • Já não se considera jogador do Barça e nem pensa que deveria pagar a cláusula de compra de 700 milhões de euros (e por isso, aconselhado por advogados, não compareceu à reapresentação do clube para a época 2020/2021);
  • Ele continua pedindo ao Barça uma reunião para concordar com sua saída;
  • Se ele não conseguir libertar o Barcelona, ​​Messi e seus advogados vão solicitar uma transferência provisória para a FIFA para assinar por outro clube enquanto o caso é resolvido em tribunal, já que o Barcelona iria à Justiça do Trabalho para denunciar a quebra de contrato e exigindo compensação.

O prazo para o fim da novela Messi é 5 de outubro, quando se encerra o período de transferências na Espanha.

Lionel Messi – Foto: Jose Breton / Getty Images

You May Also Like

About the Author: Gabriela Cerqueira Corrêa

"Solucionador de problemas do mal. Amante da música. Especialista certificado em cultura pop. Organizador. Guru do álcool. Fanático por café."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *