Ministro da Secretaria-Geral é o oitavo a ser diagnosticado com coronavírus | Política

O Ministro da Secretaria-Geral, Jorge Oliveira, informou terça-feira (4) em uma rede social que ele foi diagnosticado com o novo coronavírus.

Com isso, Oliveira se torna o oitavo ministro do governo Jair Bolsonaro apanhar o vírus.

“Informei que, depois de fazer o teste de RT-PCR para detectar a possível presença do vírus Covid-19, meu resultado foi positivo. Estou isolado desde hoje (4) e cumpro remotamente o cronograma. Sinto sintomas leves e acompanhamento com acompanhamento médico “, publicou o ministro.

Segundo o conselho da Secretaria-Geral, Jorge Oliveira esteve no Palácio do Planalto nesta segunda-feira (3).

Nesta terça-feira (4), mesmo de acordo com a notificação, o ministro não participou da reunião do Conselho de Governadores porque “ele estava em isolamento preventivo”.

Além de Jorge Oliveira, os seguintes ministros (em ordem alfabética) também contrataram o novo coronavírus:

  • Augusto Heleno (Escritório de Segurança Institucional);
  • Bento Albuquerque (Minas e Energia);
  • Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia);
  • Milton Ribeiro (Educação);
  • Onyx Lorenzoni (Cidadania);
  • Wagner Rosário (Controlador Geral da União);
  • Walter Souza Braga Netto (Casa Civil).

Jorge Oliveira, Ministro da Secretaria-Geral – Foto: Reprodução / GloboNews

Segundo a agenda do ministro, Jorge Oliveira se reuniu com o presidente Jair Bolsonaro duas vezes na segunda-feira (3).

De acordo com a agenda do presidente, os ministros Braga Netto, da Casa Civil, e Paulo Guedes, da Economia, também participaram das reuniões.

Jorge Oliveira também se reuniu nesta segunda-feira com as seguintes pessoas (de acordo com a agenda oficial):

  • Fábio Faria, Ministro das Comunicações;
  • Floriano Barbosa Amorim, gerente executivo de Comunicação, Marketing e Negócios da Diretoria Geral da EBC;
  • Edson Teles, Secretário de Controle Interno da Secretaria-Geral;
  • Clovis Curado, Secretário Especial de Administração da Secretaria-Geral;
  • Renato França, vice-chefe adjunto de assuntos institucionais da Secretaria-Geral;
  • Henry Wender, chefe da Secretaria Especial de Comunicação Social da Secretaria-Geral;
  • Bruno Grossi, assessor especial da Secretaria-Geral.

O Planalto não eliminou os servidores que tiveram contato próximo com Jair Bolsonaro

Testando em servidores Planalto

No Palácio do Planalto, o presidente Jair Bolsonaro e os ministros Augusto Heleno, Braga Netto e Jorge Oliveira contrataram o coronavírus.

A semana passada, servidores foram testados Rápido. Nesta terça-feira, a Presidência informou que, Dos 3.402 servidores, 178 contrataram o Covid-19e 31 funcionários ainda estão em tratamento.

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *