Ministros da Fazenda e Meio Ambiente do Brasil participarão do Fórum de Davos — MercoPress









Ministros da Fazenda e Meio Ambiente do Brasil participarão do Fórum de Davos

Sábado, 14 de janeiro de 2023 – 10:28 UTC


Fernando Haddad e Marina Silva farão rodada de contatos bilaterais para que Economia e Meio Ambiente no Brasil trabalhem juntos

O ministro da Fazenda do Brasil, Fernando Haddad, e a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, serão os representantes oficiais no Fórum Econômico Mundial (WEF) agendado para os dias 16 e 20 de janeiro em Davos, na Suíça, e a mensagem da delegação aos investidores globais é que a turbulência do fim de semana “pertence ao passado e o Brasil está pronto para cumprir seu importante papel na política internacional”.

A delegação brasileira está ciente de que o FEM terá mais interesse em saber o que realmente aconteceu quando milhares de simpatizantes do ex-presidente Jair Bolsonaro invadiram os três poderes do estado no último domingo. Espera-se que o FEM atraia cerca de 2.700 líderes mundiais de 130 países, incluindo 52 chefes de estado e de governo e CEOs de empresas líderes que se reunirão sob o tema “Cooperação em um mundo fragmentado”. ,

Segundo diplomatas e analistas brasileiros, o fato de Haddad e Silva comparecerem juntos é um sinal importante para o mundo financeiro global, pois significará que no Brasil com o novo governo, a economia e o meio ambiente estarão alinhados para fazer o país avançar. .

A expectativa é de agenda apertada, pois os dois ministros brasileiros terão apenas dois dias para encontros bilaterais, alguns dos quais ainda aguardam agendamento e confirmação.

Haddad também deve anunciar oficialmente que domingo “pertence ao passado”, o governo está trabalhando normalmente e avançando porque “os eventos de domingo não tiveram muito impacto”. Além disso, Haddad deve anunciar uma série de medidas para reduzir o déficit orçamentário do governo. De fato, se os R$ 242 bilhões forem efetivamente aplicados, é possível que o déficit primário federal seja levado a um patamar mais razoável de R$ 90/100 bilhões.

Haddad falará também sobre a reforma tributária e algumas das emendas que serão apresentadas quando o orçamento federal anual for enviado ao Congresso, em agosto próximo, que inclui um novo teto de gastos, após uma longa discussão com os diferentes partidos políticos no Congresso.


You May Also Like

About the Author: Jonas Belluci

"Viciado em Internet. Analista. Evangelista em bacon total. Estudante. Criador. Empreendedor. Leitor."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *