Moeda brasileira será fortalecida com reformas, diz chefe da Economia

(Bloomberg) – O real brasileiro vai se valorizar e a economia vai superar as expectativas este ano, à medida que privatizações, investimentos e reformas estruturais transformam um rally cíclico em uma recuperação sustentada, segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Um projeto de lei tributária há muito adiado está passando pelo legislativo, enquanto a resistência a uma revisão planejada das carreiras do setor público está diminuindo, disse o ministro à Bloomberg News na quinta-feira, prevendo que ambas as propostas serão aprovadas neste ano. Enquanto a primeira reforma visa melhorar o ambiente de negócios no Brasil, a segunda visa reduzir os custos dos servidores públicos ao longo do tempo.

“Com o avanço das reformas, todos verão que a moeda está desvalorizada, que vai se fortalecer”, disse Guedes em entrevista de duas horas em seu escritório em Brasília. “A moeda teve um overshoot e agora está encontrando o equilíbrio, se vai ser 5,0 por dólar, 4,8 por dólar ou 3 por dólar … Tenho o meu palpite, mas não direi.

Leia mais: Brasil corre para aprovar reforma tributária antes das eleições presidenciais

A moeda brasileira perdeu cerca de um quarto de seu valor em 2020 em meio a preocupações dos investidores sobre gastos públicos excessivos durante a pandemia. Um recente aumento nos preços das commodities, juntamente com aumentos agressivos nas taxas de juros do banco central e uma melhora nas perspectivas fiscais ajudaram a impulsionar o real nas últimas semanas. Agora, está em alta de 5,8% desde o final de março, a moeda principal com melhor desempenho do mundo.

Guedes previu que a maior economia da América Latina, depois de sofrer uma recessão menos dolorosa que suas vizinhas no ano passado, surpreenderá novamente em 2021 com a criação de 1 milhão de empregos nos primeiros quatro meses do ano.

“Muitos países ainda estão em campo, mas o Brasil está de pé e começou a andar rápido”, disse.

O desempenho melhor do que o esperado deve ser atribuído em parte aos programas do governo para ajudar os pobres e proteger os empregos durante a pandemia, de acordo com Guedes. Juntos, esses programas abriram um buraco no orçamento do Brasil, mas o que importa é que o governo tem conseguido controlar os gastos recorrentes, disse.

Leia mais: Economia do Brasil supera expectativas durante a segunda onda de Covid

Veja abaixo outros comentários importantes do ministro.

reforma fiscal

  • O presidente Jair Bolsonaro e os chefes de ambas as casas do Congresso concordaram em dividir a proposta de reforma do sistema tributário em vários capítulos, a fim de acelerar seu progresso.
  • Mudanças nos impostos de renda e consumo irão primeiro para a Câmara dos Deputados.
  • Primeiramente, será apresentada ao Senado uma proposta de renegociação das dívidas tributárias.

Privatização da Eletrobras

  • O projeto de lei que permite a privatização da Eletrobras deve ser aprovado na próxima semana, segundo Guedes.
  • A discussão foi adiada porque os legisladores tentaram fazer alterações indesejadas de última hora no texto.

© 2021 Bloomberg LP

You May Also Like

About the Author: Jonas Belluci

"Viciado em Internet. Analista. Evangelista em bacon total. Estudante. Criador. Empreendedor. Leitor."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *