Moody’s prevê contração de 0,5% no PIB dos países do G-20 e 1,6% no Brasil

A Moody’s disse na quarta-feira 25 que revisou suas projeções de crescimento econômico para baixo nos países do G-20. Em um comunicado, a agência diz que agora espera uma contração de 0,5% em 2020 nesses países (até 2,6% projetados em novembro), seguida por um aumento de 3,2% em 2021.

Somente para o Brasil, a Moody’s diz que espera uma contração de 1,6% em 2020, seguida de um crescimento de 2,7% no ano seguinte.

As economias do G20 enfrentarão “um choque sem precedentes no primeiro semestre” com o surgimento do coronavírus, diz Moody’s.

Ele prevê que a economia dos EUA encolherá 2,0% este ano, crescendo 2,1% em 2021.

Para a China, a Moody’s projeta um crescimento de 3,3% este ano, seguido de 6,0% em 2021.

A Alemanha, maior economia da Europa, deverá contrair 3,0% este ano e crescer 2,5% no próximo ano.

Em seu comunicado, a Moody’s destaca o fato de que é “impossível prever com precisão o impacto econômico dessa crise”, com incertezas como a duração da pandemia e, consequentemente, quanto isso afetará a atividade.

A agência observa que, de acordo com informações recentes, novos surtos podem reaparecer nos países após o levantamento das restrições de viagens e movimento, o que levaria a períodos mais longos de medidas restritivas.

Status do conteúdo

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *