Motorola Edge vs iPhone 11: Android “puro” desafia o iOS, o que é melhor? | Comparativo

Você já pensou que um dia veria um corretor Android lançar mais caro do que um iPhone top de linha? Sim. Motorola veio cobrando alto Beira por ter 5G, mas vale a pena investir nisso e não em um telefone mais avançado como o iPhone 11? Vamos descobrir.

índice comparativo




Motorola
02 Set


iPhone 11 corrige erros de XR e cobra menos por ele | UMA


maçã
09 Out

Projeto

Motorola Edge

Apple iPhone 11

Aqui temos dois telefones celulares muito diferentes. O iPhone 11 é menor e tem bordas mais largas, além de um entalhe gigante na parte superior que engole grande parte da tela. É um design antiquado que a Apple vem redesenhando desde 2017.

O Edge é maior, mais grosso e mais pesado, mas seu design é mais atual com uma tela em cascata que ocupa a maior parte das laterais do dispositivo. O entalhe é apenas um pequeno orifício localizado no canto superior esquerdo para abrigar a câmera selfie.

Enquanto a Motorola salvou e adotou uma traseira de plástico, a Apple afirma que seu telefone tem o vidro mais resistente do mercado. O iPhone tem a vantagem de ter proteção contra água e carregamento sem fio, enquanto o Edge possui uma entrada para fone de ouvido que alguns modelos da Apple não têm.

A Apple aposta na biometria facial e a Motorola em um leitor biométrico na tela. Ambos funcionam bem e cada um tem suas vantagens. O diferencial do Edge está na conectividade 5G, sendo um aparelho preparado para o futuro. Mas não fique muito animado com a tecnologia agora, ainda é muito verde no Brasil.

Damos um início a cada ponto.

Multimídia e software

Tela e som


O Edge traz a melhor tela. Além de mais polegadas e resolução superior, você obtém um painel OLED de 90 Hz com contraste infinito e um ângulo de visão mais amplo. A desvantagem de sua tela curva é que ela reflete mais luz em espaços abertos. A tela do iPhone tem apenas 60 Hz IPS LCD e não suporta HDR10. Agora, se você se preocupa com uma boa calibração de cores, pode acabar preferindo o modelo da Apple.

Há som estéreo em ambos. O iPhone tem mais potência e áudio calibrado para aumentar os agudos. O som do Edge é mais baixo, o que pode dificultar a vida de qualquer pessoa que tente assistir a vídeos em locais barulhentos. A vantagem da Motorola é ter um conector de fone de ouvido padrão, para que você não precise se preocupar com o acessório que vem com ele, pois é o mesmo que a linha do Moto G8. Com fones de ouvido de qualidade, você terá um som mais limpo com o iPhone.

Damos um ponto a cada um: o Edge vence na tela e o iPhone 11 no som.

Programas


Se você está procurando um telefone com todos os recursos, está procurando a comparação errada. O Android ligeiramente modificado da Motorola traz alguns extras e a possibilidade de personalização de ícones e fontes. O iPhone é mais limitado nisso, mas oferece fluidez superior.

Se você está procurando um celular para passar vários anos será melhor investir no iPhone. A Apple garante muitas atualizações de sistema, enquanto a Motorola geralmente lança uma nova versão do Android para seus dispositivos e depois as dispensa.

Damos ao iPhone 11 um ponto no software.

atuação

O Snapdragon 765G é capaz de enfrentar o poderoso A13 Bionic? Primeiro testamos o poder multitarefa de cada dispositivo, para ver qual é mais rápido ao carregar aplicativos e jogos e se eles mantêm tudo aberto em segundo plano. É aqui que a Apple atropela a Motorola. O iPhone 11 levou metade do tempo para completar nosso teste.

E em termos de potência bruta, o iPhone também é superior? Testamos vários benchmarks e todos nós pontuamos mais alto no modelo da Apple. Na AnTuTu, temos 50% de vantagem para o iPhone 11.

A ponta do Edge está em sua tela de 90 Hz que permite que alguns jogos rodem a mais de 60 fps, algo que é impossível no iPhone. Por outro lado, o rival oferece uma fluidez mais constante e um desempenho ainda melhor em alguns jogos.

O iPhone leva em consideração um melhor desempenho.

Bateria

A Motorola geralmente se dá bem com baterias, enquanto a Apple fica aquém na maioria das vezes. Entre os dois está o Edge que oferece a melhor autonomia e este com a tela no modo 90 Hz. Se você mudar para 60 Hz terá uma vantagem maior sobre o iPhone.

O tempo de recarga também não é emocionante. A Motorola leva 2 horas e meia para chegar a 100% e a Apple ainda mais, exigindo uma hora extra.

Aqui temos uma vitória dupla para o Edge.

Máquinas fotográficas

Nas câmeras temos uma vantagem para o Edge em números, seja no número de sensores ou na resolução mais alta. No entanto, números mais altos nem sempre significam melhor qualidade. As fotos capturadas com o iPhone 11 têm mais detalhes, menos ruído e uma faixa dinâmica mais ampla. As cores cadastradas estão mais próximas da realidade, ao contrário do Edge que gosta de saturar tudo.

Ambos possuem câmeras grande angular, mas nenhum se destaca. A borda perde um pouco de nitidez e tende a cores mais quentes. Também há mais distorção de lente do que no iPhone, mas pelo menos tem autofoco que ajuda na gravação de macro.

O Edge tem a vantagem da câmera telefoto, porém, usa interpolação e captura imagens com pouca clareza. À noite você terá imagens mais claras e menos ruído no iPhone devido ao seu modo noturno eficiente.

O iPhone 11 ganha a câmera.

Fotos tiradas com Motorola Edge

As selfies ainda são o destaque do iPhone e com isso você terá ótimas fotos. O Edge é capaz de tirar ótimas fotos ao ar livre e com iluminação ideal, mas você precisa estar perto de uma fonte de luz forte para tirar selfies explosivos. O efeito retrato do iPhone falha menos e produz um desfoque mais intenso.

Mais um ponto para o iPhone na câmera.

Fotos tiradas com Apple iPhone 11

Ambos gravam vídeos em 4K, mas no iPhone você tem a opção de 60 fps, incluindo a frente. A estabilização funciona muito bem, o foco é rápido e ainda há captura espacial de áudio com som mais envolvente do que o estéreo tradicional do Edge. Se tem um ponto que a Apple tem mandado muito bem é nos vídeos e aqui o Edge não tem chance.

Fechamos a parte da câmera com mais um ponto para o iPhone.

Preço

O iPhone 11 chegou ao Brasil em 2019 com um custo de R $ 4.999 em sua versão mais básica com 64 GB. Isso foi caro? A Motorola foi além e pediu R $ 5.499 pelo Edge, mas ela tem o dobro de armazenamento. Vale a pena pagar tudo isso em um intermediário só pelo 5G?

Ambos estão atualmente com preços semelhantes, mas veremos o Edge depreciar mais rapidamente nos próximos meses. Por um lado, isso é bom porque será mais acessível, mas quando você revender vai valer muito menos que o iPhone 11.

Terminamos a comparação com um ponto para cada.

8,8
Hardware

6,3
custo Lucro

maçã iPhone 11

Comparar

8,6
Hardware

6,4
custo Lucro

Motorola Beira

Comparar

Concluído

RESULTADO

Apple iPhone 11: 8 PONTOS

  • Resistência à água e carregamento sem fio.
  • Melhor qualidade de som
  • Sistema mais fluido e atualizações por anos
  • Performance superior
  • O melhor conjunto de câmeras
  • Melhor para selfies
  • Melhor filmadora
  • Desvalorizar menos

Motorola Edge: 5 PONTOS

  • Design mais moderno com menos entalhe
  • Tecido OLED superior
  • um tempo de bateria maior
  • Cooldown mais curto
  • Mais armazenamento por um preço semelhante

(Atualizado em 6 de setembro de 2020 às 21h02)

You May Also Like

About the Author: Manoel Menezes Kimura

"Analista hardcore. Viciado em Twitter. Comunicador. Jogador sutilmente encantador. Fã de bacon. Fanático por álcool irritantemente humilde."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *