Na Expo Dubai, Itaipu mostrou como a água sustenta os ecossistemas e a economia do Brasil

FOZ DO IGUAÇU, Brasil: /PRNewswire/ — Com base em um tema ainda pouco conhecido do público, os chamados rios voadores, a Itaipu Binacional atraiu 420.328 pessoas ao Pavilhão do Brasil na Expo Dubai em apenas 12 dias (de 20 a 31 março), ajudando o país a ultrapassar a marca de 2,1 milhões de visitantes e mostrando, com tecnologias imersivas e interativas, como água, biodiversidade, clima e produção sustentável de energia são interdependentes.

Os rios voadores que saem da Amazônia carregam mais água na atmosfera do que o próprio rio Amazonas e são responsáveis ​​por alimentar os rios do Sul e Sudeste do Brasil, incluindo o reservatório da usina. Itaipu gera cerca de 10% da energia elétrica consumida no Brasil e 90% no Paraguai.

Em uma região com recursos hídricos escassos como o Oriente Médio, o conceito do espetáculo captou a atenção do público de forma lúdica e interativa. “A Itaipu mostrou como é possível aplicar o desenvolvimento sustentável à geração de energia limpa”, disse o diretor de coordenação da usina, Luiz Felipe Carbonell.

Como exemplo de cuidado com a água, Itaipu restaurou e protegeu mais de 100 mil hectares de Mata Atlântica em ambos os lados do reservatório, com 24 milhões de árvores plantadas somente no lado brasileiro.

O Comissário Geral da ONU para a Expo, Maher Nasser, afirmou que a exposição de Itaipu foi muito interativa e prática e elogiou a ênfase nos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030. “Veja a exposição que conecta os ODS com projetos que são mais antigos do que os próprios ODS é a prova de que há continuidade no trabalho para criar prosperidade e proteger o meio ambiente”, afirmou.

A Itaipu também promoveu oito eventos paralelos, que abordaram temas diversos, como agricultura sustentável, cidades inteligentes, parques tecnológicos e transição energética. Um dos destaques foi o lançamento do primeiro Simpósio Global de Soluções Sustentáveis ​​para Água e Energia, a ser realizado com o Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais da ONU (UNDESA), de 7 a 10 de junho de 2022, em Itaipu, na fronteira entre Brasil e Paraguai.

A conferência reunirá especialistas que trabalham com o nexo água-energia para discutir as melhores práticas relacionadas aos ODS 6 (água) e 7 (energia) e suas inter-relações com outros ODS, como ação climática, combate à pobreza e desigualdades, promoção da saúde e educação. , entre outros.

Para mais informações: itaipu.energy

-Fim-

You May Also Like

About the Author: Jonas Belluci

"Viciado em Internet. Analista. Evangelista em bacon total. Estudante. Criador. Empreendedor. Leitor."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.