Na missa, o atual governador do Rio, Cláudio Castro, cantou na Igreja na Barra; ver vídeo

RIO – O governador em exercício Cláudio Castro participou de missa nesta manhã de domingo na Paróquia Santa Rosa de Lima, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Católico e também cantor, Castro tocou violão na festa deste domingo e cantou em momentos diferentes, como durante o retiro da oferta e a Eucaristia. Sempre usando máscara, somente durante as músicas o elemento de proteção é removido.

Católico, o substituto de Wilson Witzel não mudou a rotina de ir à igreja.

Castro participou das canções durante a celebração. Cantando como vocalista na maioria das músicas, ele dividiu o microfone com outras duas pessoas e foi acompanhado apenas por uma guitarra. Durante a comunhão, o momento mais tranquilo da festa, alguns fiéis filmam e tiram fotos de Castro enquanto o governador em exercício cantava. No final do culto, alguns fiéis aproveitaram também para desejar boa sorte a Castro, que se limitou a dizer que estava “a trabalhar muito”.

Nova posição: Veja os cinco desafios do novo governador do Rio de Janeiro

Em seu sermão, o padre Marcelo Araújo afirmou que para ser cristão e católico é preciso fazer boas obras fora da igreja:

– Muitas vezes cedemos ao dinheiro e ao poder. Nossa salvação não está em bens terrenos. De que adianta o homem ganhar tudo neste mundo e perder a dignidade, a ética pessoal? Perguntou o padre. – Não basta ser cristão católico apenas na igreja e na família. Tenho que ser cristão em minha vida acadêmica e profissional.

Funções da igreja

Cláudio Castro tem funções específicas na Igreja, como participar na liturgia e cantar nas missas. Foi por meio da religião que ele chegou à política. Tudo começou no Encontro de Jovens com Cristo. Em 1998, com o padre Zeca, participou do movimento Deus é Dez. Lá fez amizade com Márcio Pacheco, também católico, a quem posteriormente se tornou assessor do Detran, da Câmara Municipal e da Assembleia Legislativa.

Perfil: Descubra quem é Cláudio Castro, que assume o governo do Estado do Rio

Ele tentou ser vereador em 2012, teve oito mil votos. Em 2016, com 10.000 votos, foi eleito. Foi Castro quem conduziu o famoso padre Omar, da freguesia de São José da Lagoa, ao catolicismo: os dois estudaram juntos na adolescência e passaram juntos a frequentar os encontros dos jovens com Cristo. Guarda as imagens do encontro que teve com o Papa Francisco, em Roma, no ano passado, e também uma terceira que guarda definitivamente no bolso. Nascido em Santos (SP), veio para o Rio com um ano de idade e perdeu a mãe aos três. Casado, tem dois filhos.

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *