“Não nos falamos há três anos”

Wesley Camargo, filho do cantor Luciano, publicou uma carta aberta a seu pai nas mídias sociais, falando sobre a distância entre eles. “Olá, pai, eu não sei se nos veremos novamente … nesta vida! Lembrei-me de um poema de Ferreira Gullar. Eu esqueço. Para EXTRA, o jovem, que trabalha como corretor de imóveis em Goiânia, relatou que não havia conversado com ele. pai desde 2017 devido a desacordo familiar.

“Não conversamos há três anos. Diferença, cada família fala, mas a distância dele é notável, não só comigo, mas com vários outros membros da família. Eu já tinha muita diferença com ele quando ele era adolescente e nunca ficamos três anos sem conversar. Toda a família me trata normal, com muito amor. Até conhecer os membros da família em janeiro, encontrei-o novamente.Tenho um hábito excelente com tios, tias e primos … Só com ele existe esse retiro. ganhar pelo menos um abraço “, disse Wesley.

Em 2014, Wesley, filho de Luciano com Cleo Loiola, foi detido na Delegacia de Polícia de Goiânia, acusado de agredir sua prima e tia em uma discussão. Depois que o pai pagou uma fiança de R $ 10.000, o jovem foi libertado. Em 2018, Luciano lembrou a confusão em um post no Instagram.

“Paguei a fiança em 2014 contra a minha vontade, cometi um crime para mim. Mas, infelizmente no Brasil, esse tipo de crime é inútil. Wesley foi condenado a servir a sociedade. É uma pena para aqueles que atingiram a tia? “, escreveu a cantora, revelando um clima entre pai e filho.

Na época, Wesley, 31 anos, disse que já cumprira sua sentença e revelou que está brigando com o pai desde 2017, quando brigou com o cunhado de Luciano, irmão da esposa do cantor, Flavia Camargo.

O cantor passou o fim de semana com sua esposa e três de seus cinco filhos, em sua mansão em São Paulo.

Luciano com seus filhos Nathan, Helena e Isabella Foto: Reprodução / Instagram

Veja a carta aberta do filho de Luciano a seu pai:

CARTA ABERTA
Oi pai, não sei se nos veremos novamente … nesta vida! Lembrei-me de um poema de Ferreira Gullart. Eu queria entrar em contato com você de alguma forma.
O poema diz:
“• Quando você se for, homem branco como a neve, leve-me!
– Se você não pode me pegar pela mão … homem branco com um coração de neve … Me leve no meu coração!
– Se você não pode em seu coração, me leve por acaso, homem dos sonhos e da neve … Me leve em sua memória!
-Mas se você não pode colocar tanta coisa lá que a LUZ já está viva em seus pensamentos … Cara, meu pai, branca como a neve … Leve-me …………… NO SEU ESQUECIMENTO !!

You May Also Like

About the Author: Jonas Belluci Shinoda

"Viciado em Internet. Analista. Evangelista em bacon total. Estudante. Criador. Empreendedor. Leitor."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *