Nas finais da ATP, Bruno Soares busca selar a temporada com as primeiras colocações do ranking


Bruno Soares

Numa temporada em que levantou mais uma vez o troféu do Grand Slam, Bruno Soares tem procurado desde este domingo, nas Finais ATP, selar o seu grande ano com a liderança do ranking. A dupla brasileira e seu parceiro, o croata Mate Pavic, querem confirmar o status de melhor casal da temporada. O torneio que fecha a temporada e reúne os melhores tenistas do ano, em Londres, também conta com a participação de Marcelo Melo.

A Soares começou 2020 um tanto desacreditada após um início errático de parceria com a Pavic no ano passado. Mas, após a descrença inicial, brasileiros e croatas brilharam em quadra e chegaram a duas finais de Slam nesta temporada, com o título do Aberto dos Estados Unidos. Eles foram vice-campeões em Roland Garros, bem como no Masters 1000 em Paris, no início deste mês.

“Este ano conseguimos jogar a um nível que sempre pensei que poderíamos. Temos jogado muito bem individualmente e como casal. Só precisávamos encaixar algumas vitórias consecutivas para ganhar ritmo e confiança. Aconteceu. E agora espero que possamos bater o martelo aqui e terminar o jogo. temporada como a dupla número um do mundo “, disse Soares Status.

Para garantir tal feito, Soares e Pavic devem ser campeões ou esperar uma combinação de resultados, contando com Rajeev Ram / Joe Salisbury e os alemães Kevin Krawietz e Andreas Mies, segundo e terceiro melhores times da temporada até agora, respectivamente.

No sorteio, o brasileiro e o croata tiveram sorte. Eles vão evitar esses rivais na fase de grupos. Na chave chamada Bob Bryan, eles vão duelar com Marcel Granollers / Horacio Zeballos, John Peers / Michael Venus e Jürgen Melzer / Edouard Roger-Vasselin, contra quem a dupla de Soares se estreia na segunda-feira.

Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot estão no Grupo Mike Bryan, evitando um confronto nacional na primeira fase. A chave também está nas mãos do holandês Wesley Koolhof e do croata Nikola Mektic. “Aqui está uma pedreira em qualquer lugar, não tem como. São os melhores casais do ano”, afirma Soares, que não conseguiu se classificar para as finais de 2019.

As duas brasileiras buscam o primeiro título da competição. Melo foi vice-campeão, mas Soares não passou das semifinais.

No torneio de simples, o sérvio Novak Djokovic é o favorito, após uma temporada em que sofreu apenas três derrotas, uma delas por desclassificação. Ele lidera o Grupo Tóquio 1970, que também inclui o russo Daniil Medvedev, campeão do Masters de Paris, o alemão Alexander Zverev, vice-campeão do US Open, e o argentino Diego Schwartzman, um dos dois estreantes nas finais da ATP.

O outro é o russo Andrey Rublev, o tenista com mais vitórias individuais na elite. São 40 vitórias em 2020, uma a mais que Djokovic. O russo também ultrapassou o sérvio em número de títulos nesta temporada: 5 a 4.

Apesar disso, o maior favorito do Grupo Londres 2020 é o espanhol Rafael Nadal, que alcançou o 20º título de Grand Slam de sua carreira, igualando o recorde de Roger Federer, ao vencer Roland Garros pela 13ª vez. Nadal, surpreendentemente, ainda está procurando por seu primeiro título ATP Finals.

O austríaco Dominic Thiem, campeão do US Open, e o grego Stefanos Tsitsipas, atual campeão das finais, completam o grupo mais imprevisível da competição.

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado Castilho

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *