NASA Rover comemora 8 anos explorando o planeta Marte

Nesta quarta-feira (5), o rover Curiosity comemora 8 anos, anos da Terra, vale lembrar, em Marte. A missão foi lançada em novembro de 2011 e chegou à Cratera Gale na noite de 5 de agosto de 2012. Lá, o Curiosity começou a estudar a presença de água no Planeta Vermelho e as fontes de energia que poderiam ter sido usadas para a emergência. da vida. bilhões de anos atrás e mais.

Desde então, o Curiosity viajou mais de 20 km em terreno marciano, coletando várias amostras de rocha e solo no local. Com eles, os cientistas descobriram que as condições em Marte poderiam ter permitido a vida ocorrer, e as análises dessas rochas estão fornecendo informações importantes sobre as mudanças no clima de Marte. A missão Curiosity é liderada pelo Laboratório de Propulsão a Jato (JPL) de PANELA, que possui uma equipe de quase 500 cientistas em diferentes países.

Estes 8 anos são completados logo após lançamento do Perseverance rover em direção ao planeta vermelho, e vale lembrar que este veículo espacial é muito mais moderno que seu antecessor, mas possui algumas características curiosas, como a estratégia de pouso. Agora, o principal objetivo da Perseverança é procurar sinais de vida antiga na Cratera Jezero.

Enquanto os dois rovers ainda não estão trabalhando juntos no mesmo planeta, confira algumas imagens selecionadas pela NASA para comemorar os oito anos de operação do Curiosity:

Selfie robótica

A curiosidade tirou essa selfie em um dia de pouca luz em Marte (Imagem: NASA / JPL-Caltech / MSSS)

Esta selfie foi tirada pela própria Curiosity em 20 de junho de 2018, com a câmera Mars Hand Lens Imager (MAHLI) na ponta do braço robótico. No momento do registro, as condições não eram as mais favoráveis: ocorreu uma tempestade de areia que até obscureceu o meio ambiente.

Ou monte afiado

Este panorama é composto por mais de 40 fotos individuais juntas! (Imagem: NASA / JPL-Caltech / MSSS)

Atualmente, a curiosidade tem essa visão do Monte Sharp, que está sendo explorada atualmente. O veículo espacial está estudando as camadas do fundo da montanha, que contêm informações sobre os diferentes estágios da história do planeta. “Adoro essa imagem porque nos conta duas histórias: uma sobre a missão e a outra sobre Marte”, diz Shawn Vasavada, cientista do projeto Curiosity da JPL.

Curiosidade de outro ângulo

A seta indica a posição aproximada da curiosidade (Imagem: NASA / JPL-Caltech / MSSS)

Esta imagem, tirada no início de 2014, registrou a base do Monte Sharp. Esta foto é interessante porque mostra até que ponto o Curiosity chegou em pouco mais de seis anos em missão. Para Abigail Fraeman, cientista associada do JPL, o registro também mostra o progresso da missão: “Também penso na distância correspondente que percorremos em nossa compreensão do passado de Marte desde que tiramos esta foto”.

Buracos de escavação

(Imagem: NASA / JPL-Caltech / MSSS)

Esses 26 buracos nesta imagem são de amostras de rocha pulverizada, coletadas pelo Curiosity com seu braço robótico no início de julho de 2020. O mapa à esquerda mostra onde os buracos foram feitos.

Nuvens de Marte

(Imagem: NASA / JPL-Caltech)

A animação acima mostra nuvens provavelmente constituídas por água congelada, algo raro de se observar devido à pouca água presente no ar em Marte. Eles estavam a mais de 30 km acima da superfície do planeta e foram gravados pela câmera de navegação do veículo espacial.

Fonte: PANELA, Space.com

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *